Alunos da Armando Nogueira levam alegria aos pacientes do Hospital do Câncer

hospital_do_cancer_20052008_900.jpg

Teatro, música, desenho e muita alegria foram levados pelos alunos da Escola Armando Nogueira aos pacientes do Hospital do Câncer de Rio Branco. (Foto: Angela Peres)

Um grupo de alunos do ensino médio da Escola Armando Nogueira esteve, na manhã desta segunda-feira, 19, no Hospital do Câncer de Rio Branco, para levar alegria aos pacientes. Ao lado deles estavam quatro missionários da Jocun, instituição evangelizadora de Curitiba, capital do Paraná. As atividades desenvolvidas com os pacientes do hospital foram animações teatrais, desenho e música, realizadas durante todo o dia.

As atividades fizeram parte de um projeto social da gincana pedagógica realizada anualmente pelos professores da escola. "Queremos quebrar o preconceito social com a doença. Com esse projeto, podemos comprovar a necessidade de uma integração maior dos pacientes com a sociedade. Não podemos esquecer que todos nós somos iguais", ressaltou a estudante Tamires Oaskes.

dsc_0062_190508___.jpg

O missionário Roney de Carvalho garante alegria com brincadeiras e palavras de fé. (Foto: Angela Peres)

Em meio aos pacientes e familiares, os palhaços do grupo de animação buscavam distrair as pessoas da preocupação com a doença, dos medos e da tristeza, levando muita alegria e palavras de fé. "Com alegria e fé em Deus, milagres acontecem", garantiu o missionário Roney de Carvalho Macedo, ao destacar a importância do trabalho junto aos pacientes com câncer.

dsc_0086_190508___.jpg

A paciente Petronília Mota Queiroz comprovou ter melhorado com as brincadeiras do grupo de animação. (Foto: Angela Peres)

Para o aluno da Escola Armando Nogueira, Rudson Cavalcante Medeiros, que participou do grupo de animação, a alegria levada aos pacientes garante melhoras significativas. "Nós pintamos, cantamos e brincamos muito para animar os pacientes com câncer, com a intenção de mostrar que a alegria também pode e deve fazer parte do tratamento da doença", disse o estudante.

A paciente Petronília Mota Queiroz estava na sala de espera do Hospital do Câncer, quando foi surpreendida pelo grupo de animação. Emocionada, ela acabou cantando junto com a missionária da Jocun para os outros pacientes. "Tudo que for feito para animar um paciente em tratamento é importante. O amor da família, dos amigos e desses animadores aqui no hospital, é fundamental para superar as dificuldades da doença", relatou.