Nova vitória contra o câncer: crianças têm alta

Pacientes voltam para casa depois de meses de tratamento. Equipe comemora o índice positivo de cura da doença entre a população infantil

hospital_foto_gleilson_miranda_07.jpg

Governador em exercício, César Messias: "Os profissionais aqui não tratam só a doença, distribuem amor" (Foto: Gleilson Miranda)

A sugestão da festa partiu das mães de quatro crianças que concluíram o tratamento de quimioterapia. Preparadas para voltar para casa com seus filhos elas queriam comemorar mais uma vitória contra o câncer vencido após meses de tratamento realizado no Hospital do Câncer da Fundação Hospitalar do Acre. Railine, Natasha, Ketlen e Ricardo simbolizam o empenho da equipe multiprofissional da unidade em oferecer atendimento de excelência aos pequenos acrianos.

Grande parte dos pacientes vem do interior do Estado. Ao chegar a Rio Branco encontram alternativas de tratamento de saúde, apoio psicológico, social sem precisar sair do Estado. Algumas crianças voltam ao Acre depois de tentativas em outros hospitais do país. Micilene Santana, mãe de Ketlen, 7 anos, que já está matriculada para voltar à escola em sua cidade de origem, Taraucá, ficou com a menina durante nove meses em São Paulo de onde voltou com diagnóstico de cura. Depois de um tempo o tumor no cérebro voltou. Em agosto de 2008 ela foi novamente internada para uma cirurgia, além de sessões de radio e quimioterapia. "Agora ela está curada. Aqui fiz amigos, tivemos tudo neste hospital. Fiquei em casa de apoio e por último morando com uma amiga. Aqui me sinto em casa", conta Micilene, mãe de outra menina de 9 anos.

hospital_foto_gleilson_miranda_08.jpg

Médica Valéria Paiva, oncologista pediatra, recebe homenagens das pequenas pacientes Natasha, Railine e Ketlen (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

A médica Valéria Paiva, oncologista pediatra, uma das pioneiras na implantação do trabalho desenvolvido pela Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) diz que a festa foi realizada para celebrar a vida. Os casos de sucesso registrados pelo hospital são grandes. Atualmente, 10% do total dos pacientes são crianças. Elas são acometidas, em sua maioria, de leucemia aguda. Chegam doentes e o resultado positivo para cura definitiva atinge 90% do total da população infantil tratada na unidade de saúde. O serviço, oferecido há apenas dois anos, tem muitas vitórias contabilizadas. "Estamos dando alta para quatro pacientes que chegaram aqui muito doentes e agora saem prontos para uma nova etapa de suas vidas. Precisamos dar este retorno à sociedade, de que é possível fazer este tratamento no Acre", diz emocionada a médica informando que nas próximas semanas, no próximo mês, outras crianças deverão voltar para casa.

Para o governador em exercício, César Messias, o Unacon não foi criado apenas para tratar o câncer, mas para dar uma oportunidade de vida às pessoas que buscam tratamento. Ele ressaltou a dedicação e o amor da equipe de 70 profissionais da unidade, dispensados aos pacientes. "A alta dessas crianças representa o trabalho de todo o grupo que não faz só saúde, mas distribui amor". A avaliação do governador é confirmada por Marcela de Morais, mãe de Natasha que após três anos de tratamento. "Não foi apenas remédio que minha filha recebeu aqui, mas muito amor. Se não fosse tanta dedicação, não teríamos tido força", reconhece.

hospital_foto_gleilson_miranda_03.jpg

Ketlen, 7 anos, e a mãe, Micilene. A cura bem mais perto de casa deu confiança à família para seguir o tratamento (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

 

Exilados da saúde – O Hospital de Câncer do Acre atende em torno de 1,7 mil pacientes de todo o Estado com tratamento e manutenção de tratamento. Inaugurado em junho de 2007, a unidade de saúde foi projetada para ser referência e hoje possui profissionais capacitados e equipamentos de alta tecnologia que garantem a assistência aos acrianos sem necessidade de encaminhá-los para fora do Estado na maioria dos casos. "Podemos dizer que não temos mais exilados da saúde nesta área. Existiu o momento de dar conta do desafio e agora é o momento de celebrar. Isto está acontecendo aqui", comemora o secretário de Estado de Saúde, Osvaldo Leal, que aproveitou para conhecer dois novos equipamentos adquiridos pelo hospital que irão facilitar a realização de exames mais específicos.