Mão de obra de imigrantes atrai empresários

Representante de indústria frigorífica vem avaliar perfil dos imigrantes para trabalho (Foto: Marcela Chaar/Secom)
Representante de indústria frigorífica vem avaliar perfil dos imigrantes para trabalho (Foto: Marcela Chaar/Secom)

O gerente da unidade de Espigão do Oeste (RO) de uma indústria de avicultura está no Acre para avaliar o potencial profissional dos imigrantes na capital acreana. A empresa possui experiência na contratação de haitianos em algumas filiais e possui cem vagas para trabalho. Caso seja confirmado o interesse na contratação da mão de obra, sua equipe de recursos humanos deve retornar na próxima quinzena para recrutamento.

“Viemos conhecer o perfil dos imigrantes que estão em Rio Branco. O secretário Nilson Mourão e sua equipe nos apresentou os números  e a situação local”, afirma o gerente Ademir de Souza. As vagas de trabalho são para trabalhar na unidade frigorífica em Lindoia, Santa Catarina.

Uma coincidência curiosa relacionada ao produto comercializado pela empresa é que, na exportação para países islâmicos, é exigida a técnica conhecida como “Halal”, que garante que o abate seja feito com sangria manual e os frangos abatidos com o peito virado para Meca. “Muitos dos que já foram contratados pela nossa unidade e até um chefe são muçulmanos”, relata Ademir, registrando a conveniência da denominação espiritual islâmica de muitos dos imigrantes.