Mangabeira propõe que governadores se inspirem em modelo produtivo do AC

Mangabeira Unger conversou com Tião Viana durante encontro de governadores (Foto: Cedida)
Mangabeira Unger conversou com Tião Viana durante encontro de governadores (Foto: Cedida)

Durante o 11° Fórum dos Governadores da Amazônia Legal, realizado na última sexta-feira, 23, em Manaus (AM), o ministro de assuntos Estratégicos da Presidência da República, Mangabeira Unger, sugeriu que os nove Estados que compõem a região se inspirem no modelo de produção do Acre.

Mangabeira Unger defende regimes jurídicos institucionais que abram caminhos para a combinação da iniciativa pública com a iniciativa privada, para impulsionar o produtivismo, e sugere que, assim como é feito no Acre, pequenos e médios produtores se associem como parceiros dos Estados.

“É isso que eu vi com meus olhos, por exemplo, no Acre, na indústria da castanha e do peixe”, contou.

O ministro frisou ainda que a regularização fundiária e ambiental é fundamental. Para ele, sem ela nada funciona. “É preciso avançar mais em alguns Estados”, alertou aos governadores.

Encontro de governadores do Brasil Central

As indicações do ministro devem ser incluídas como base de discussão entre os Estados para  o próximo encontro de governadores do Brasil Central, programado para 7 de agosto, em Cuiabá (MT), onde será formalizada a criação de uma “autarquia interfederativa”, que inspira também os governadores da Região Nordeste.

O objetivo principal do encontro será alinhar interesses estaduais e institucionalizar as forças para alcançar objetivos nas agendas de sustentabilidade, desenvolvimento e educação.