Livros “Drogas e Cultura” e “Religiões Ayahuasqueiras” serão lançados no Acre

Evento acontece nesta sexta-feira, na Ufac

drogas.jpg
religies.jpg

A Universidade Federal do Acre, a Editora da Universidade Federal da Bahia e a Editora Mercado de Letras convidam todos para o lançamento dos livros “Drogas e Culturas: Novas Perspectivas”, de Beatriz Labate, Sandra Goulart, Maurício Fiore, Henrique Carneiro e Edward McRae; e “Religiões Ayahuasqueiras: Um Balanço Bibliográfico”, de Beatriz Labate, Isabel de Rose e Rafael Guimarães dos Santos. O lançamento acontece na Sala Ambiente do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Ufac, às 19 horas, com a presença dos autores e autoridades da instituição.

As obras

“Drogas e Culturas: Novas Perspectivas” reúne um importante trabalho sobe o consumo de substâncias psicoativas, um fenômeno cada vez mais frequente e marcante nas sociedades humanas. Entretanto, o livro nos lembra que os modos pelos quais essa existência e esses usos são originados e vividos variam de acordo com o período histórico e a cultura de cada região do globo.

A obra expressa a valorização do papel das ciências humanas na reflexão sobre o tema drogas e, paralelamente, procura relacionar essa análise a um extenso conjunto de discussões. Revela que o tema deve ser abordado através de uma ampla perspectiva em várias dimensões, considerando não só seus aspectos químicos e psicológicos, mas também socioculturais.

Já a obra “Religiões Ayahuasqueiras: Um Balanço Bibliográfico” surge como uma espécie de manual sobre as religiões ayahuasqueiras e dirige-se tanto a especialistas sobre esse importante tema da Amazônia quanto a leigos que se interessam pelo assunto. Nas duas últimas décadas, houve uma expansão das religiões ayahuasqueiras, os movimentos religiosos originários da Amazônia brasileira que têm como uma de suas bases o uso ritualizado da ayahuasca: o Santo Daime, a União do Vegetal e a Barquinha.

A expansão nacional e internacional do Cefluris e da União do Vegetal estimulou o aparecimento de uma infinidade de pequenos grupos usuários da ayahuasca nos grandes centros urbanos brasileiros e tem sido acompanhada também, sobretudo a partir do início do século XXI, de um verdadeiro boom nos estudos a respeito dessas religiões. Assim nasceu “Religiões Ayahuasqueiras…”, como uma necessidade de sistematizar as múltiplas referências que estão sendo produzidas sobre o assunto.

A realização do lançamento é do Núcleo de Pesquisa e Antropologia em Florestas e do Centro Acadêmico de Ciências Sociais.