Investimento em mecanização é o tema da entrevista de rádio com o governador

No programa "Dois Dedos de Prosa", Binho Marques destaca como o Acre ampliou a área mecanizada com investimentos em vários municípios

programa_de_mecanizao_permite_aumentar_a_produtividade_das_reas_j_alteradas.jpg

Somente em 2009 serão 200 novos tratores adquiridos para a agricultura no Acre
(Foto: Gleilson Miranda/Secom)

O Projeto Mecaniza, desenvolvido desde 2007 pelo Governo do Estado, fez com que o Acre atingisse neste ano um total de 7.260 hectares atendidos com a mecanização agrícola, mais do que o triplo dos 2.079 hectares de três anos atrás. O índice foi apresentado pelo Governador Binho Marques no programa de rádio "Dois Dedos de Prosa" desta segunda-feira, 26. Uma ação que está diretamente ligada ao projeto de desenvolvimento ambiental e sustentável do Acre.

"Essa era uma das grandes preocupações, talvez a principal quando eu fui candidato: evitar o desmatamento sem trazer nenhum prejuízo aos produtores rurais", afirma Marques.

Inicialmente o programa, criado em 2007, atendia Plácido de Castro, Porto Acre e Acrelândia, ações que se estenderam para Sena Madureira, Brasileia, Epitaciolândia, Rio Branco, Senador Guiomard e Capixaba. "Nós tínhamos em toda a história do Acre 500 tratores. Apenas neste ano vamos ter 200 novos tratores agregados aos que já existia", diz Binho.

Os equipamentos são adquiridos pelos produtores diretamente nos bancos através de financiamentos, com apoio do Governo do Estado, que está subsidiando calcário, dando incentivo e assistência técnica. O programa é feito em parceria, na qual poder público, associações, sindicatos e produtores se envolvem em prol de um objetivo em comum, e onde os beneficiários da iniciativa se responsabilizam pelo bem adquirido.

A ação influencia diretamente no preço dos produtos alimentícios. "O milho, por exemplo, que já chegou a 35 reais a saca, custa 22. O Acre, que importava tudo, hoje está até exportando. É uma honra dizer que já exportamos milho para o Peru e Rondônia e a nossa safra de milho, além de ter obtido uma safra recorde, neste governo já abastecemos 80% das necessidades do nosso mercado, então isso para mim é uma grande alegria", exemplifica o governador. A mecanização beneficia não só o milho, mas o arroz, o feijão, a macaxeira e outros produtos agrícolas.

Binho Marques citou alguns dos investimentos realizados através do Mecaniza. Em Plácido de Castro, a área mecanizada passou de 800 para 1.700 hectares. Em Acrelândia, onde praticamente não havia mecanização, a ampliação foi de 216 para mil hectares. Em Senador Guiomard, passou de 330 para 1.150. Até na capital a área mecanizada passou de 290 para 1.050 hectares.

"No total, a gente passou de 2.079 para 7.260 hectares mecanizados no Estado. É uma grande vitória. É um sonho diminuir a queimada, aumentando a produção. Esse é um momento de grande felicidade para o Acre", comemora Binho Marques.

Ouça aqui o program