Conscientização

Instituto Socioeducativo realiza semana de conscientização contra o câncer de mama

O tom de rosa do uniforme das adolescentes ganhou companhia durante os últimos dias. Isso porque o Instituto Socioeducativo (ISE), em parceria com a Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE) e a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), realizou uma semana de conscientização e prevenção do câncer de mama no Centro Socioeducativo Mocinha Magalhães, integrada às ações do Outubro Rosa.

O encerramento da semana ocorreu na manhã desta sexta-feira, 18. As apresentações ocorreram de forma educativa, por meio das quais as alunas da Escola Darquinho, que funciona dentro da unidade, expressaram os aprendizados adquiridos durante a semana.

A ação ocorreu por meio da parceira entre ISE, SEE e Semsa Foto: Elenilson Oliveira

A diretora do Centro Socioeducativo, Alessandra Viana, explicou que ao longo do período, as adolescentes participaram de palestras sobre os cuidados com a saúde e a importância do autoexame e da realização da mamografia. “A nossa intenção maior é que essas adolescentes também influenciem as famílias quando chegarem lá fora. Quando elas ficarem maiores, e chegar o momento do exame, elas já estarão esclarecidas”, afirmou.

Uma das adolescentes que não terá seu nome revelado para preservar a imagem, explicou que adquiriu novos conhecimentos e que esta foi a primeira vez que recebeu esse tipo de orientação. “Eu aprendi a falar sobre a prevenção do câncer de mama. É muito bom nós sabermos como nos tratar desse tipo de câncer porque, muitas vezes, nós nos deixamos levar pela doença e não procuramos nos prevenir. Mas agora eu aprendi e vou passar para as minhas amigas também” disse.

Como forma de reflexão, o presidente do ISE, Rogério Silva, deixou o alerta a todas as mulheres presentes no evento. “Exatamente neste mês que traz um momento de se conscientizar para as problemáticas do câncer de mama e do colo do útero, é preciso entender que o melhor remédio ainda é a prevenção. Então, que vocês possam se atentar e observar a importância desse diagnóstico preventivo”, concluiu.