Instituto de pesquisa realiza mestrado no Parque Estadual Chandless

Os mestrandos vivenciaram experiências no Parque Estadual Chandless (Foto: Sérgio Vale/Secom)
Mestrandos vivenciaram experiências no Parque Estadual Chandless (Foto: Sérgio Vale/Secom)

O quarto módulo de campo do programa Mestrado Profissional em Gestão de Áreas Protegidas (MPGAP), promovido pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), encerrou-se no sábado, 5.

Nesta etapa do curso, os mestrandos vivenciaram experiências no Parque Estadual Chandless. Ao todo, 15 gestores participam da especialização, que veio para o Acre a partir de uma solicitação e negociação da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).

Segundo a coordenadora do MPGAP, Rita Mesquita, o programa busca suprir uma demanda de mercado. “Uma proporção muito grande da Amazônia encontra-se de alguma forma como área protegida, ao mesmo tempo em que existe uma demanda de qualificação de pessoal para a responsabilidade da gestão dessas áreas”, destacou.

Três servidores da Sema estão cursando o mestrado, que foi financiado pela própria instituição. Para o engenheiro florestal Raco Tanomaru, a qualificação é uma oportunidade única. “Esse investimento do Estado está elevando o nível dos conhecimentos que em breve estaremos pondo em prática.”

O Chandless foi a quarta área de conservação do Acre visitada pelo grupo (Foto: Sérgio Vale/Secom)
O Chandless foi a quarta área de conservação do Acre visitada pelo grupo (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Ricardo Plácido, biólogo da Sema, explica que a seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) será voltado para uma proposta que busca fomentar o turismo.

“Farei uma análise da viabilidade de implantação da atividade turística e científica de observação de pássaros na Área de Relevante Interesse Ecológico Japim Pentecoste, o que vai gerar um valor de identidade para a área, ao passo que aquece a economia local.”

No Acre, o curso é desenvolvido em parceria com o governo do Estado, Instituto Federal do Acre (Ifac), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio), Fundação de Amparo à Pesquisa do Acre (Fapac) e Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac).

Chandless

O Parque Estadual Chandless fica localizado entre Sena Madureira, Manoel Urbano e Santa Rosa do Purus, representando cerca de 4% do território acreano.

O Chandless é o segundo maior parque da Região Norte do país e detém uma das áreas mais ricas em biodiversidade, um patrimônio genético com a presença de espécies endêmicas e ameaçadas de extinção.

O último registro chegou a 1.374 espécies animais, entre as quais estão mais de 400 de aves. São mais de 690 mil hectares de área protegida de maneira integral.