Imunização: um dos maiores avanços em saúde pública

Em 2014 foram distribuídas mais de 900 mil doses de vacinas aos municípios acreanos (Foto: Júnior Aguiar/Sesacre)
Em 2014 foram distribuídas mais de 900 mil doses de vacinas aos municípios acreanos (Foto: Júnior Aguiar/Sesacre)

O Dia Nacional de Imunização, lembrado em 9 de junho, busca alertar a população sobre a importância da vacinação para uma melhor qualidade de vida. Depois do saneamento básico, a vacina é a forma mais eficaz para a prevenção de doenças transmissíveis.

Estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que a vacina evita de dois a três milhões de mortes por ano no mundo. No Brasil, a vacina possibilitou a erradicação da varíola, o controle do sarampo e da rubéola e o fim da transmissão da poliomielite.

De acordo com o Ministério da Saúde (MS), o último caso de poliomielite registrado no Brasil foi em 1989. Atualmente, a cobertura vacinal brasileira contra a pólio está acima dos 95% – considerada um exemplo para o restante do mundo.

O Programa Nacional de Imunização (PNI) do MS tem uma das melhores estratégias de imunização. Inclusão de novas vacinas no calendário e produção nacional são demonstrações de sucessos nessa área. Vacinas contra pneumonia, meningite e HPV, e o enfrentamento de uma pandemia de gripe são exemplos de conquistas.

Imunização no Acre

“É importante levar os filhos para receber as vacinas e manter a caderneta em dia”, alerta Dora Holanda, da Imunização Estadual (Foto: Arquivo Sesacre)
“É importante levar os filhos para receber as vacinas e manter a caderneta em dia”, alerta Dora Holanda, da Imunização Estadual (Foto: Arquivo Sesacre)

Em 2014 foram distribuídas pelo governo federal mais de 900 mil doses de vacinas aos municípios acreanos, para diferentes tipos de imunização. Os investimentos superaram os R$ 800 milhões.

Para a gerente da Coordenação Estadual de Imunização e Rede de Frio no Acre, Dora Holanda, os avanços não param, e novas e melhores vacinas são desenvolvidas a cada ano.

Ela ressalta que o governo do Acre, em parceria com as prefeituras, tem juntado esforços para garantir a imunização de toda a população dos grupos prioritários no Estado, principalmente daqueles que residem em áreas de difícil acesso, como os ribeirinhos e indígenas, por exemplo.

“A equipe de imunização sempre acompanha os municípios que apresentam dificuldade para alcançar a meta de vacinação, uma vez que, além de manter a cobertura preconizada pelo governo federal, nosso objetivo é garantir que o público alvo esteja imunizado contra doenças”, comenta Dora.