cooperação

Imac discute parceria com Exército para desenvolver ações sociais

A madeira ilegal apreendida pelo Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) será destinada para causas sociais. Esse foi o principal assunto discutido entre o diretor-presidente do Imac, André Hassem, e o comandante do 7º Batalhão de Engenharia de Construção (7º BEC), tenente coronel Augusto Maciel, durante reunião realizada nesta quarta-feira, 6.

Um Termo de Cooperação Técnica será assinado para que a madeira apreendida nas ações de fiscalização e combate aos crimes ambientais, realizadas pelo Imac em todo o estado, seja beneficiada na serraria do 7º BEC. Essa medida, de acordo com André Hassem, vai evitar o desperdício da madeira e proporcionar ajuda aos mais necessitados.

Madeira ilegal apreendida pelo Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) será destinada para causas sociais Foto: Arquivo

“Essa atitude do Imac já iniciou no ano passado, com a doação de madeira para reconstrução de casas após o vendaval que atingiu os municípios de Capixaba, Xapuri e Sena Madureira. Estamos realizando várias missões para coibir os crimes ambientais e não podemos simplesmente apreender a madeira e não ter uma responsabilidade social agregada”, destacou Hassem.

Diretor-presidente do Imac, André Hassem, aproveitou a oportunidade para traçar estratégias de ação de comando e controle em parceria com o 7º BEC Foto: Cedida

André Hassem aproveitou a oportunidade para traçar estratégias de ação de comando e controle em parceria com o 7º BEC. “O apoio do Exército Brasileiro é muito importante nas nossas ações de combate a queimadas e incêndios florestais. Mesmo no período do inverno as atividades do Imac não param neste sentido”, finalizou o diretor-presidente do Imac.