Hospital Regional do Juruá torna-se referência em atendimentos neurológicos e realiza sua primeira cirurgia

Era por volta das 21h da última segunda-feira, 10, quando um paciente de 30 anos chegou ao Hospital Regional do Juruá (HRJ), em Cruzeiro do Sul, pois havia sofrido um acidente de bicicleta e reclamava de dores pelo corpo. Aparentemente, sem lesões, tudo parecia normal, até que 12 horas depois do ocorrido, o paciente começou a apresentar sonolência, acompanhado de um sangramento intracraniano, sendo necessário leva-lo as pressas para a sala cirurgia. Essa foi a primeira vez na história que o hospital realizava uma neurocirurgia.

Luan Magalhães é o neurocirurgião daquela unidade hospitalar. Foto: Marcos Santos/Secom

O médico especialista que atendeu o paciente, Luan Messias Magalhaes, destacou que a cirurgia demorou cerca de 4 horas e foi considerada um sucesso. “Fizemos uma drenagem do hematoma e o paciente respondeu bem. Seu estado é estável e continuará em tratamento em nossa Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A realização foi de fato um grande marco para o hospital e estamos felizes por essa conquista, além de muito orgulhosos com a nossa equipe”, frisou.

Este segmento, assim como o de cardiologia, psiquiatria e ginecologia, foram implantados naquela unidade pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), no segundo semestre deste ano, após adição do termo de contrato com uma empresa terceirizada. O objetivo é descentralizar o sistema e iniciar o processo de autonomia não só nesta, mas em todas as regionais.

A cirurgia representou um momento histórico para a unidade hospitalar. Foto: Marcos Vicentti/Secom

O governador Gladson Cameli fez questão de celebrar esse e todos os outros avanços conquistados na saúde acreana: “Estamos vivendo um novo momento no governo do Estado. Para isso, temos trabalhado muito para viver avanços como esse da cirurgia neurológica em Cruzeiro do Sul. Minha gratidão a todos os profissionais que tem se esforçado e dedicado suas vidas para salvar outras. Muito obrigada também a toda equipe da Sesacre que tem se dedicado para que não falte insumos e medicamentos, nossa população merece apenas o melhor”.

Segundo a secretária de Estado de Saúde, Paula Mariano, se um paciente da regional Juruá, fosse vítima de trauma, acidente vascular cerebral ou até mesmo de um aneurisma, ele precisaria ser transferido de UTI aérea ou TFD para receber atendimento especializado em Rio Branco, correndo sério risco de perder a vida. Hoje, o Hospital Regional do Juruá se tornou unidade de referência para estas especialidades.

A cirurgia aconteceu na manhã de terça-feira, 11, no Hospital Regional do Juruá. Foto: Marcos Santos/Secom

“Considero um grande passo para a autonomia das regionais. Além das cirurgias, os pacientes do Juruá, também não precisarão mais se deslocar para Rio Branco para a realização de um exame com especialista. Fortalecemos não somente a unidade com profissionais, mas também com equipamentos para restruturação do nosso sistema de saúde”, finalizou.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest