Buscando profissionalizar e inserir os jovens no mercado de trabalho, o governo do Estado, por meio do Instituto de Educação Profissional e Tecnológica (Ieptec) Dom Moacyr, realizou a formatura de 325 alunos em cursos técnicos. O evento ocorreu no Teatro da Universidade Federal do Acre (Ufac), nesta quarta-feira, 29, às 18h, e contou com a presença do deputado federal Alan Rick.

325 alunos estão preparados para ingressar no mercado de trabalho. Foto: Diego Gurgel/Secom

“A última pesquisa do IBGE mostrou que o mercado está absorvendo muito mais a mão de obra dos cursos profissionalizantes do que aqueles que saem das faculdades, porque o primeiro grupo corresponde a trabalhadores já preparados com as ferramentas atualizadas para o mercado de trabalho”, afirmou o parlamentar.

“Eu fico muito feliz em poder ajudar o nosso Ieptec Dom Moacir com mais de R$ 9 milhões em emendas. Também entregamos ônibus e outros equipamentos que fortalecem o Instituto”, reforçou.

Alan Rick é um entusiasta dos cursos profissionalizantes, tendo destinado emendas e equipamentos para o Ieptec. Foto: Diego Gurgel/Secom

O representante do governador Gladson Cameli e secretário de Educação, Aberson Carvalho, reforçou que o Estado tem se preocupado em preparar a juventude acreana para o mercado de trabalho.

“É um momento de grande alegria ver estes jovens formados nas áreas técnicas. Temos certeza que eles serão acolhidos pelo mercado e poderão apresentar aquilo que aprenderam durante todo o curso. Por meio da educação, estamos criando oportunidades de trabalho e mudança de vida”, declarou Aberson Carvalho.

O secretário Aberson reforçou o compromisso da gestão com a educação e com geração de emprego e renda. Foto: Diego Gurgel.

Os cursos fazem parte do Programa de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), em sua nova denominação Novos Caminhos do Governo Federal, em conjunto com o Mediotec, ação do próprio Pronatec, que oferece cursos técnicos simultâneos ao ensino médio.

Foram ministrados em 18 áreas de formação, todas de nível técnico, com duração média de um ano e meio, cada. Executados pelos centros de Educação Profissional e Tecnológica (CEPTs) da rede Ieptec para alunos de Rio Branco, Bujari e Senador Guiomard.

“Esse foi um evento marcante para os educandos que estavam aguardando ansiosos por essa certificação, alguns desde 2017. E por determinação do governador, estamos zerando a fila de espera pela certificação. Foi um momento de celebração. Não posso deixar de agradecer ao governador, a minha equipe, ao  deputado federal Alan Rick e ao deputado estadual Antônio Pedro pela liberação de emendas e aquisição de equipamentos”, destacou Carlos Peres, presidente do Ieptec Dom Moacyr.

A educanda Soraia Souza, 19 anos, fala do quanto o curso agrega ao currículo. “Resolvi fazer o curso técnico em redes de computadores, porque sempre gostei dessa área de tecnologia e acredito que vá acrescentar muito ao meu currículo”, declara.

Italo Conceição tem a expectativa de dobrar de salário com a conclusão do curso. Foto: Diego Gurgel/Secom.

Italo Conceição, 22 anos, fez o curso técnico de Eletrotécnica. O jovem já trabalhou como eletricista e tinha vontade de se especializar. “Agora, vou largar o emprego de auxiliar de produção de indústria para voltar ao ramo de eletricista”.

Ele reforça que o salário dele pode saltar de R$ 1.212 para R$ 2.500 com a troca de profissão.

Caio Cavalcante, 20 anos, formou- se no Curso Técnico de Áudio e Vídeo. Ele reforça que os cursos são oportunidades de melhorar o currículo e facilitar o ingresso no mercado de trabalho:

Os cursos gratuitos trazem conhecimento extra para que estes jovens adentrem o mercado de trabalho. Foto: Diego Gurgel/Secom.

“É uma oportunidade única de fazermos cursos gratuitos e até com bolsas de custeio, o que é um incentivo a mais para que consigamos o nosso tão sonhado diploma”.