Governo dá posse a 143 novos agentes de Polícia Civil

Governador Tião Viana reforça que mesmo num momento de crise que o país vive, investir na segurança pública é uma prioridade (Foto: Sérgio Vale/Secom)
Governador Tião Viana reforça que, mesmo num momento de crise que o país vive, investir na segurança pública é prioridade (Foto: Sérgio Vale/Secom)

O governador Tião Viana deu posse na manhã desta segunda-feira, 25, a 143 novos agentes e escrivães de Polícia Civil que irão reforçar a segurança na capital e em mais 17 municípios.

A solenidade foi realizada no Teatro Plácido de Castro, com a presença dos novos agentes aprovados em concurso público e seus familiares.

Por cinco meses, esses homens e mulheres receberam qualificação profissional em 50 disciplinas, como noções de direito, treinamento de tiro, operações policiais e salvamento aquático.

“É uma volumosa entrada de profissionais que vão ajudar a construir a paz social. Educação, saúde e segurança são o tripé de constituição das necessidades básicas de qualquer sociedade, e queremos o fortalecimento dos indicadores de segurança. Já somos o estado que mais soluciona crimes no Brasil, e quem deve à Justiça, pague a ela”, disse o governador Tião Viana.

O secretário de Estado de Polícia Civil, Carlos Portela, ressalta: “Não tenho dúvidas de que esta é a melhor academia que já tivemos. O policial civil não tem vida própria, porque é nosso dever elevar cada dia mais o nome da nossa instituição, e a sociedade espera isso. Sejam todos bem-vindos à família Polícia Civil”.

Dedicação

“Eu creio que a mulher tem se inserido em todas as áreas e na polícia ela agora se torna marcante”, disse Elaine Bonfim, uma das 61 mulheres a tomar posse (Foto: Sérgio Vale/Secom)
“Eu creio que a mulher tem se inserido em todas as áreas, e na polícia ela agora se torna marcante”, disse Elaine Bonfim, uma das 61 mulheres a tomar posse (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Oradora da turma, Elaine Bonfim é uma das 61 mulheres que tomaram posse, e não esconde o orgulho. “Eu creio que a mulher tem se inserido em todas as áreas, e na polícia ela agora se torna marcante. A sensibilidade da mulher vem só acrescentar. As mulheres nesta turma não deixaram a desejar em nenhum aspecto, tanto físico quanto psicológico. Só vamos agregar a este novo tempo na Polícia Civil”, conta.

Outro novo agente, José Brasil, aproveitou para dedicar sua posse ao aniversário da mãe, no mesmo dia, e agradecer a todos pela oportunidade. “Agradeço ao governador Tião Viana, por um investimento desses na nossa contratação, mesmo num momento de crise. A segurança ganha, o Estado ganha, mas sem dúvida quem mais ganha é a sociedade. E o que podemos fazer em gratidão a partir de hoje é dar tudo de nós.”

Novidades para a segurança

Os 143 novos agentes de Polícia Civil foram convocados pelo cadastro de reserva após determinação do governador Tião Viana. Segundo o secretário de Polícia Civil, mais 220 já haviam sido convocados e tomado posse anteriormente.

Agora, a Polícia Civil se prepara para implantar dia 10 de maio uma unidade especializada em homicídios, enquanto a OCA de Rio Branco deve receber em breve um ponto de registro para ocorrências policiais.

Ainda este ano a Polícia Civil também iniciará uma turma de formação de peritos criminais e médico-legistas, além de iniciar um programa de palestras nas escolas.

Segundo o secretário de Estado de Segurança Pública, Emylson Farias, serão meios que levarão o bem aonde está o mal, melhorando e conduzindo essa sociedade que precisa tanto da gente. “É um esforço enorme trazer 143 novos policiais, mas não podemos deixar de forma alguma o escudo baixar.”

O que disseram

(Foto: Sérgio Vale/Secom)

“Eu estive na formação de vocês trabalhando 1.408 horas, exatamente. Acredito que o esforço de vocês e o investimento do governo do Estado serão recompensados com um ótimo serviço. Nós somos trabalhadores a serviço do povo.”

Silvano Rabelo, delegado e coordenador do curso de formação

“Hoje teremos um acréscimo de mais de R$ 500 mil na folha de pagamento da Polícia Civil, que já soma R$ 6 milhões por mês. E isso tudo é um investimento do governo, porque segurança é prioridade para o Acre.”

Sawana Carvalho, secretária de Estado de Gestão Administrativa

“Se nossas instituições se unirem ainda mais, o trabalho será cada vez mais eficiente na luta pela segurança pública. E o Ministério Público do Acre está disposto a fortalecer nossos laços com a Polícia Civil.”

Celso Germino, representante do Ministério Público