POLÍTICAS PÚBLICAS

Governo beneficia 60 famílias indígenas com cestas básicas em Rio Branco

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e Políticas para as Mulheres (SEASDHM), realizou nesta quarta-feira, 22,  a entrega de 60 cestas básicas para famílias indígenas do município de Rio Branco, no Espaço Kaxinawá.

Cestas básicas destinadas aos indígenas são diferenciadas. Foto: Carlos Alexandre/SEASDHM.

A entrega foi possibilitada com recursos oriundos da Lei Complementar nº 173/2020, que dispõe sobre o auxílio da União para atender comunidades em situação de insegurança alimentar por conta da pandemia de Covid-19. Proveniente deste projeto, 3.000 cestas básicas foram compradas para serem distribuídas entre os indígenas de todo o estado.

A titular da SEASDHM, Ana Paula Lopes, vê a pauta indígena como valorosa: “O governador Gladson Cameli trabalha munido do lema de cuidar de vidas e isso, sem dúvidas, inclui as vidas indígenas”. Ela também ressaltou a importância da população indígena reconhecer seus direitos e usufruir dos benefícios que o Estado fornece, como acesso à saúde e à educação.

A pauta indígena sempre é visada pelo Estado, na busca de atender a população como um todo. Foto: Carlos Alexandre/SEASDHM.

Usualmente, na entrega de cestas básicas, a pauta do assistencialismo é levantada, como um ato de solidariedade momentânea. A gestora defende o ato, pois, ao prover comida para a população, se tem a oportunidade de conhecer de perto a realidade daqueles que estão sendo amparados. As cestas básicas entregues aos indígenas são provas materiais disso, essas que foram estipuladas e montadas após conversas e maior conhecimento da cultura dos povos atendidos.

A entrega contou com o apoio do diretor da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e das Políticas Indígenas (Semapi), Manoel Kaxinawá. Ele exaltou o cuidado que a atual gestão tem com os indígenas do Acre, principalmente na questão alimentar: “Todos nós merecemos comer todos os dias, é algo importante para todos os seres humanos. Um aspecto que o governo tem se empenhado em cumprir da melhor forma possível”, pontua.

O momento contou com a presença de mais de 80 indígenas, dentre eles, o vereador Décio Huni Kuí, do município de Feijó.