Governo assina carta de intenção para prospecção do bambu no Acre

Tião Viana recebeu o empresário Mark Neeleman e a doutora em ecologia Unicamp, Cláudia Moreno (Foto: Gleilson Miranda/Secom)
Tião Viana recebeu o empresário Mark Neeleman e a doutora em ecologia Unicamp, Cláudia Moreno (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

O Acre é considerado o estado que possui o maior número de espécies nativas de bambu e desenvolve projetos usando-as como matéria-prima. Nesta segunda-feira, 23, o governador Tião Viana recebeu o empresário Mark Neeleman e a doutora em ecologia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Cláudia Moreno, para assinar uma carta de intenção para a prospecção de negócios de beneficiamento do bambu no Estado.

O empresário contou ao governador que a fábrica de painéis de bambu já está em fase final de estruturação, em Xapuri e o próximo passo será trazer o maquinário específico para trabalhar a matéria-prima.

“Estamos trabalhando conforme o plano de negócios proposto para a parceria público-privada com o governo. Além da produção de painéis focado no ramo da construção civil, iremos desenvolver outros produtos baseados nos resíduos do bambu, como cosméticos, alimentos e biocombustíveis” destacou o empresário.

Ao saber que a empresa também desenvolverá outros produtos, o governador mostrou ao empresário alguns produtos naturais que o governo desenvolve no laboratório da Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac), como shampoo, preservativo e cremes hidratantes a partir de matéria-prima da floresta acreana.

“O próximo passo será a industrialização e em conjunto com os produtos desenvolvidos, a partir do bambu, será mais um passo para fortalecer a economia”, disse o governador.

Para o empresário a ampliação do processo de exploração da planta contribuirá para a evolução econômica e, sobretudo, sustentável da floresta acreana. “Vamos usar a floresta para fazer o manejo e trabalhar a agroecologia, a fim de fortalecer e tornar o Acre referência no uso dessa matéria-prima”, frisou Neeleman.