Governo apresenta mais uma etapa da arborização na Cidade do Povo

O programa prevê que até o fim do ano, mais de 1800 mudas sejam plantadas na área (Foto: Diego Gurgel/Secom)
O programa prevê que até o fim do ano mais de 1.800 mudas sejam plantadas na área (Foto: Diego Gurgel/Secom)

Em solenidade na Cidade do Povo, nesta sexta-feira, 24, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) apresentou à comunidade os dois hectares da Área de Proteção Permanente (APP), que já passa por processo de recuperação e recomposição florestal.

A entrega da área piloto é parte do Programa de Arborização Urbana do Estado do Acre, que desde 2012, somente na Cidade do Povo, contemplou vias públicas, a Galeria do Povo, Praça da Juventude, a Escola Raimundo Silva Pará, além dos quintas de mais de 250 famílias.

O titular da Sema, Edegard de Deus, falou sobre a importância das áreas arborizadas para a melhoria da qualidade de vida da população. “Esse projeto é o resultado do empenho do governador Tião Viana, que deseja expandir o programa de arborização urbana para todos os municípios do estado. As árvores de espécies frutíferas são importantes para composição de uma boa alimentação, além de atrair diversas espécies de pássaros que tornam o ambiente ainda mais agradável”, disse.

Na oportunidade, o Acre Solidário se uniu as demais instituições que realizam o programa, para fortalecer a conscientização e educação ambiental entre os moradores. “O Acre Solidário está à disposição da comunidade, para ajudar a conservar e manter o que está sendo plantado hoje para garantir mais saúde e qualidade de vida no futuro de cada morador”, explicou a primeira-dama do Estado e também coordenadora do Acre Solidário, Marlúcia Cândida.

Mais de 800 espécies indicadas para recuperação de APP foram plantadas, mas a expectativa é de que até o fim do ano a área seja ocupada por mais mil mudas de espécies frutíferas e florestais.