Governo apoia pesquisa sobre políticas agroambientais no Acre

O Governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), está contribuindo com uma pesquisa sobre queimadas que vai propor soluções para as políticas públicas que integram as áreas do meio ambiente, saúde e produção. O estudo envolve seis pesquisadores de universidades do Acre, São Paulo e Mato Grosso, além do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

O secretário de Estado de Meio Ambiente, Israel Milani, disse que a Sema dará o suporte necessário, embasando a pesquisa com informações do Centro Integrado de Geoprocessamento e Monitoramento Ambiental. O Centro Integrado unificou as ações da Ucegeo, da Sala de Situação, do Escritório do Cadastro Ambiental Rural e do Programa de Regularização Ambiental, além de agregar profissionais de geoprocessamento do Imac.

Thiago Morello (em pé) explica objetivo da pesquisa aos representantes da Saúde, Produção e Meio Ambiente.

“A ideia da pesquisa é descobrir como melhorar as ações de governo que o Acre já desenvolve. É um estado com muita experiência em termos de ações de meio ambiente, saúde e agropecuária, portanto vamos mapear e sugerir melhorias nas ações para que haja redução de emissões de gases e material particulado das queimadas e incêndios florestais”, explicou o doutor em economia e coordenador da pesquisa, Thiago Morello.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest