Governador e gestores debatem novo padrão operacional nas regionais de segurança pública

Na Regional 2, que envolve a ZAP do Santa Inês, será implantado o primeiro Território de Paz do Acre

seguranca_1.jpg

Binho reuniu-se com gestores do sistema de segurança pública para desenhar novo padrão operacional (Foto: Sérgio Vale/Secom)

O governador Binho Marques reuniu-se nesta sexta-feira, 14, com os gestores do sistema de segurança pública para desenhar novo padrão operacional das polícias Civil e Militar nas regionais de segurança do Acre. O modelo começa  pela Regional 2, que reúne os bairros do Segundo Distrito de Rio Branco, por onde também se inicia a primeira experiência acreana dos Territórios de Paz. 

Em dezembro, em cerimônia que deve contar com a presença do ministro da Justiça, Tarso Genro, a Zona de Atendimento Prioritário (ZAP) Santa Inês será confirmada como o primeiro Território de Paz no Estado. O Território de Paz é um projeto do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) e contempla investimentos em várias áreas para que se alcance a segurança com cidadania. A ZAP Santa Inês concentra vários bairros do Segundo Distrito e vem recebendo um conjunto de obras estruturantes e projetos de ação social que irão melhorar a qualidade de vida e reduzir substancialmente a violência e suas causas.

O encontro de Binho com a cúpula da segurança envolveu o secretário  Antônio Monteiro, o comandante da Polícia Militar Romário Célio, major Ricardo e capitão Negreiros, oficiais da 2ª Regional; o chefe do Comando de Policiamento Metropolitano, tenente-coronel Paulo César; o diretor-executivo da Secretaria de Segurança, Ermício Sena; o diretor-geral de Polícia Civil, Emylson Farias; e os delegados vinculados à 2ª Regional, Josimar Melo e Alberto Dalacosta, além do delegado Ivan, do serviço de inteligência da Secretaria de Segurança.