saúde

Fundhacre realiza ação de testagem rápida no dia mundial de luta contra a Aids

No dia Dia Mundial de Combate à Aids, celebrado nesta quarta, 1°, a Fundação Hospital do Estado do Acre (Fundhacre) realizou, por meio do Serviço de Assistência Especializada (SAE), uma ação interna voltada para os servidores da unidade hospitalar, com a realização de testagem rápida de HIV,  hepatites e sífilis.

A atividade ocorreu das 8h às 12h e das 14h às 16h, e teve como foco alertar os servidores sobre a importância da prevenção, além de esclarecer sobre medidas a serem tomadas ao ter contato com o vírus.

Ação interna voltada para os servidores da unidade hospitalar. Foto: Danna Anute.

A data tem como função primordial alertar toda a sociedade sobre os cuidados necessários com a saúde. Para a gerente-geral do SAE, Edna Maria Gonçalves, a ação é importante pois incentiva o autocuidado com a saúde dos funcionários.

Gerente-geral do SAE, Edna Maria Gonçalves. Foto: Hellen Lirtêz

“Essa ação prioriza cuidar daqueles que cuidam do próximo. Esperamos mais conscientização, queremos que as pessoas entendam a importância do Serviço de Assistência Especializada quanto à ajuda e o suporte que se pode oferecer por meio dele”, destacou.

A Fundhacre, por meio do SAE, oferece serviços voltados tanto para prevenção quanto para os cuidados precedentes, é o que explica a gerente-geral. “O SAE conta com a Profilaxia Pré-Exposição (Prep). Trata-se de um tratamento medicamentoso utilizado antes da exposição sexual, contamos também com a Profilaxia Pós-Exposição (PEP), é utilizada após uma exposição sexual com indicação de prevenção do HIV”, encerrou Edna.

Fundhacre realiza ação de testagem rápida de HIV no dia mundial de combate a AIDS. Foto: Danna Anute.

Entenda

A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida  (Aids), é uma fase da infecção causada pelo HIV em que o paciente apresenta infecções oportunistas e neoplasias. Isso ocorre porque o sistema imunológico do indivíduo apresenta-se muito comprometido, tornando-o mais suscetível a esses problemas de saúde. Essas doenças oportunistas podem levar o indivíduo à morte.

A transmissão pode ocorrer por meio de relações sexuais, transfusão de sangue, materiais que perfuram ou cortam a pele, gravidez e amamentação.