Experiência no Seringal Cachoeira estimula ecoturismo no estado

Quem já esteve no Seringal Cachoeira, em Xapuri, não esquecerá a experiência. O contato com a floresta especialmente é uma das maiores recompensas aos visitantes que vão em busca de ar puro e lazer. Para aqueles que não desejam apenas descanso e que gostam mesmo é de adrenalina, há uma série de opções que vão desde passeios pelas trilhas ao maior circuito de arvorismo da Amazônia. Há anos, o local fomenta o ecoturismo no Acre.

Segundo a diretora do Departamento de Turismo da Secretaria Estadual de Turismo e Lazer (Setul), Luciana Rufino, a pousada ecológica do seringal é a mais representativa da região. “Temos três chalés sendo dois para casais e um familiar, belichários feminino e masculino, além de um restaurante com uma culinária típica espetacular”, frisou.

Durante a hospedagem, os turistas podem desfrutar de um passeio com o mateiro Nilson Mendes, que faz a identificação de cada árvore da floresta. A Samaúma, por exemplo, conhecida como a rainha da floresta faz jus ao seu nome, com a exuberância de seus 35 metros de altura e mais 25 de circunferência.

Já os que preferem encarar desafios fazem o circuito de arvorismo. “O circuito é composto de obstáculos, com níveis de dificuldade que finalizam numa tirolesa. É uma experiência marcante para quem faz por proporcionar o ar puro na copa das árvores”, explica Luciana.

Há dois estilos de arvorismo: o acrobático e o contemplativo. No acrobático o praticante participa de desafios progressivos de equilíbrio e coordenação motora. O percurso possui obstáculos como redes e pontes que são colocados nas travessias entre as árvores.

No arvorismo contemplativo, o praticante faz um passeio entre as árvores a 25 metros de altura. É uma opção para quem prefere praticar uma atividade tranquila, mas aproveitar as belezas naturais e ter uma visão privilegiada da floresta amazônica.

Os interessados em conhecer a pousada do Cachoeira podem entrar em contanto pelo telefone (68) 9947-8399. Aventura não vai faltar!