troca de experiências

Ex-ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação fala sobre oportunidades de desenvolvimento para a Amazônia e o Acre em palestra

O ex-ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Clélio Campolina Diniz, ministrou na tarde desta segunda-feira, 2, em Rio Branco, a palestra “As mudanças científicas e tecnológicas e as oportunidades de desenvolvimento para a região amazônica e para o Acre”. O evento faz parte da segunda visita técnica da equipe do Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (Cedeplar) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), para execução do projeto Diagnóstico Socioeconômico Acre 60 anos: passado, presente e futuro. A equipe segue em agenda no estado durante toda a semana.

O ex-ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Clélio Campolina Diniz, ministrou palestra. Foto: Neto Lucena/Secom

Foram convidados para compor o dispositivo da cerimônia o secretário de Planejamento e Gestão do Acre (Seplag), Ricardo Brandão; o presidente do Tribunal de Contas do Estado do Acre (TCE), Ronaldo Polanco; o secretário de Ciência e Tecnologia do Acre (Seict), Assurbanipal Barbary de Mesquita; o chefe-geral da Embrapa no Acre, Bruno Pena; e o professor da Universidade Federal do Acre (Ufac) e pesquisador visitante do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Cristóvão Henrique.

Foto: Neto Lucena/Secom

O Diagnóstico Socioeconômico do Acre 60 anos é um convênio entre o TCE/AC, o governo do Estado e o Poder Legislativo para a contratação de uma consultoria que vai resultar em um diagnóstico de desenvolvimento econômico para o estado do Acre.

Para o secretário Ricardo Brandão a palestra, que também faz parte das atividades da pós-graduação Planejamento, Organização e Sustentabilidade em Gestão Pública, voltada para servidores, ofertada pelo Estado, veio enriquecer mais o trabalho realizado pelo Cedeplar com a elaboração do diagnóstico.

Foto: Neto Lucena/Secom

“O professor Clélio hoje está nos brindando com um tema muito interessante, que, de fato, busca alternativas viáveis de financiamento e de geração de riqueza e renda no nosso estado, e a discussão das mudanças tecnológicas e científicas são determinantes para esse novo momento”, explicou.

E acrescentou: “O evento de hoje visa justamente isso: provocar uma reflexão nos participantes, nas autoridades, para entenderem que o desenvolvimento e o crescimento econômico da população passam necessariamente pela busca do conhecimento científico e pelo investimento em novas tecnologias e inovações”.

“A palestra do professor Campolina é uma grande oportunidade para que a gente se atualize quanto às questões da ciência no país e no mundo também. Professor Campolina, que já foi ministro da Ciência e da Tecnologia tem muita experiência nessa área”, afirma Marky Brito, chefe do Departamento de Estudos, Pesquisas e Indicadores.