Classificação

Estudantes de Cruzeiro do Sul estão entre os 10 melhores do Brasil no 2° simulado da Olimpíada Brasileira de Matemática

A segunda etapa dos testes da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) foi realizada no fim da tarde de quarta-feira, 8, e contou com grande participação dos alunos de Cruzeiro do Sul, tanto do nível I (6° e 7° anos), como no nível II (8° e 9° anos), que conquistaram posições privilegiadas entre os “Top 10” (os dez mais) de todo o Brasil.

Diferentemente da primeira fase, em que apenas a aluna Maria Victória Costa havia conseguido a classificação entre os finalistas do Simulado, nesta segunda etapa, um total de cinco alunos, de três escolas estaduais do município foram destaque.

Colégio Militar Dom Pedro II conquistou o  1° e o 3° lugar no nível I, com mérito para as alunas Vitória de Araújo e Kamilly Vitória Santos Foto: Mardilson Gomes.

Único colégio militar da cidade, o Dom Pedro II conquistou o 1° e o 3° lugar no nível I, com mérito para as alunas Vitória de Araújo e Kamilly Vitória Santos.

No nível II , a primeira e a oitava posição foram conquistadas por dois alunos da Escola de Ensino Fundamental São José: Bruna Cavalcante e Jonathan Caliel de Lima, do 8° ano.

“Estamos muito felizes com o desempenho e a conquista de nossos alunos. Isso mostra o compromisso e a responsabilidade de toda a comunidade escolar com a educação cruzeirense. Conseguir estar no “Top 10, no primeiro e no segundo simulado da Obmep é gratificante. O trabalho realizado pelos professores de matemática, a motivação e o esforço de nossos alunos enchem de orgulho a todos nós da Escola São Jose. É uma vitória do governo do Estado, da Secretaria de Educação e da comunidade escolar do nosso município pelo sucesso educacional exposto para todo o Brasil”, ponderou Rosa Mônica, gestora da escola São José.

E não para por aí, o quarto lugar desse nível foi conquistado por Antônia Andressa de Souza, estudante do 8° ano da Escola Cívico-Militar Madre Adelgundes Becker.

“O empenho da equipe gestora, professores e demais apoiadores tem sido trabalho de formiguinha. Nos reunimos, planejamos, criamos formas de alcançar, neste período de isolamento, um maior número de alunos com os conteúdos que deveriam estar sendo trabalhados em sala de aula. Não tem sido fácil, por diversos motivos, como as  condições das famílias e alunos e a localização das moradias, mas temos conseguido atender 98% da clientela”, salientou Raimunda Lebre, diretora do Colégio Cívico-militar.

Entusiasmada, Ruth Bernardino, coordenadora do Núcleo da SEE em Cruzeiro do Sul, disse estar confiante que várias medalhas de ouro da olimpíada de matemática serão dos estudantes das escolas estaduais da cidade: “As escolas têm feito um lindo trabalho, mesmo sendo um período atípico e desafiador para todos nós da Educação. As equipes e professores têm surpreendido com a criatividade, inovação e empatia nesse período de pandemia. E a gente torce para a matemática continuar ocupando um espaço ilustre na vida dos nossos alunos”.

Sobre a Olimpíada:

A Olimpíada é realizada pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa) e promovida pelos ministérios da Educação (MEC) e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). A competição também recebe apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM).

Como funciona?

A Olimpíada Brasileira de Matemática é realizada anualmente e é dividida em três níveis, de acordo com o grau de escolaridade dos estudantes. Os níveis são divididos da seguinte forma:

Nível 1: voltado para os alunos do 6º ou 7º ano do ensino fundamental
Nível 2: para os alunos do 8º ou 9º ano do ensino fundamental
Nível 3: para alunos de todas as séries do ensino médio

São duas fases, a primeira composta por uma prova de 20 questões de múltipla escolha e a segunda por uma prova discursiva de seis questões.

Os alunos com desempenho acima da média são premiados com medalhas de ouro, prata, bronze ou certificados de menção honrosa. Os professores das escolas dos estudantes também são premiados.

Como se preparar para a Obmep:

A própria organização oferece matérias didáticos. Oferece gratuitamente videoaulas, banco de questões, provas de anos anteriores, simulados, apostilas e seção de links auxiliares.

Os 5 estudantes de Cruzeiro do Sul que estão entre os 10 melhores do Brasil no 2° simulado da Olimpíada Brasileira de Matemática: