Venceu mais uma

Estudante representa o Acre em Concurso de Redação do Senado Federal

A estudante é também a atual Jovem Embaixadora pelo Acre (Foto: Mágila Campos)

A estudante Sarah Evellyn Oliveira, aluna da escola José Rodrigues Leite, representou o estado do Acre no 10º Concurso de Redação do Senado Federal, com o tema “Brasil plural: para falar de intolerância”. Ela se tornou uma dos 27 alunos selecionados, após competir com mais dois estudantes do estado e passar para a etapa nacional.

Um de cada unidade da Federação atuarão como jovens senadores em Brasília, no próximo mês de novembro. A estudante de Rio Branco venceu a etapa estadual com a redação “Crise de Identidade”. Ela já é a atual Jovem Embaixadora do estado. O Senado divulgou os vencedores do concurso esta semana, durante a sessão plenária da última quarta-feira (4).

A comissão julgadora do Jovem Senador 2017 se reuniu na manhã desta quarta-feira (4/10), no Senado Federal, e escolheu os três melhores textos do país. Nesta edição, foram apresentadas ao projeto 153.955 redações em todo o país, um aumento de 35% em comparação com a Edição de 2016.

Jovens Senadores de 2017

O primeiro lugar ficou com a aluna Bruna Neri Cardoso Brandão, do Colégio Militar Dom Pedro II, de Brasília, Distrito Federal, com a redação “Intolerância: barreira para a igualdade de gênero”.

Venceu em segundo lugar o aluno Silmark de Araújo Alencar, da cidade de Dom Pedro, no Maranhão, Centro de Ensino Ana Isabel Tavares, com a redação “Brasil: intolerância miscigenada”.

O terceiro lugar na etapa nacional ficou com a aluna Raissa de Souza Reis, da Escola Estadual Ernesto Pena Fort, de Manaus/AM, com a redação “Brasil: superar a intolerância para seguir em frente”.

Em 2017, o Jovem Senador mobilizou mais de 323.755 mil alunos matriculados no ensino médio de escolas públicas estaduais em todo o país, com até 19 anos, um aumento de 14% em relação à edição anterior. Os professores orientadores das redações selecionadas serão premiados com uma viagem a Brasília e acompanharão seus alunos, participando de uma programação específica na capital, incluindo um curso de formação.

Ao todo, o Jovem Senador contou diretamente com o apoio de 10.033 professores orientadores, um crescimento de 53% em relação à Edição de 2016. O Projeto atingiu, ainda, a marca de mais de um milhão de alunos mobilizados, totalizando 1.240.597 alunos desde sua primeira edição em 2011.

Os textos passaram por duas seleções: uma na escola e outra na Secretaria de Educação do Estado e do Distrito Federal. A lista de todos os alunos classificados em segundo e terceiro lugares nos Estados e no DF também está disponível no sitewww.senado.leg.br/jovemsenador.

Em novembro, os 27 estudantes de escolas públicas de todos os estados e do Distrito Federal passarão uma semana em Brasília para vivenciar o dia a dia do Poder Legislativo e atuar como jovens senadores.

A cerimônia de posse ocorrerá no dia 28 de novembro no Plenário do Senado Federal. A legislatura tem início com a posse dos jovens senadores e a eleição da Mesa Jovem e se encerra com a aprovação dos projetos.