recomeço

Estado salva mais uma vida com a realização de transplante de fígado na Fundhacre

“Recebemos a notícia no dia do aniversário dele. Foi uma nova vida. Não tenho palavras para agradecer”, comemora Dalia Lopes, mulher de Antônio Araújo da Silva, procedente de Pauini (AM), que já havia recebido novo fígado em 2016, devido a cirrose hepática decorrente do vírus da hepatite B, em caso que evoluiu para trombose tardia de artéria hepática, uma complicação incomum, com indicação de retransplante de fígado.

Estado salva mais uma vida com a realização de um transplante de fígado na Fundhacre. Foto: Gleison Luz/Fundhacre

Em agosto, Antônio retornou para a fila de transplante com situação especial, devido à gravidade e urgência do caso. O novo procedimento foi realizado na Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre), em Rio Branco, no domingo, 26, exatamente quando o paciente completava 50 anos.

“Recebemos a notícia no dia do aniversário dele. Foi uma nova vida. Não tenho palavras para agradecer”, comemora Dalia Lopes, ao lado do marido, Antônio. Foto: cedida

Esse foi o 17º  transplante hepático do ano e o 79º desde o início do programa, em 2014. A coordenadora de Transplantes da Fundhacre, Valéria Monteiro, explica que o processo de viabilização para captação e a realização da cirurgia tiveram início no sábado, 25, quando sua equipe foi informada, pela Central Estadual de Transplantes, sobre um doador compatível em Porto Velho (RO).

“Uma equipe médica se deslocou até lá, onde aconteceu a cirurgia de captação do órgão, e retornou com o fígado por volta das 7h da manhã de domingo para Rio Branco, onde uma segunda equipe já aguardava com o receptor no centro cirúrgico”, relata.

Esse foi o 17º  transplante hepático do ano, sendo agora o 79º desde do início do programa, em 2014. Foto: Gleison Luz/Fundhacre

Por se tratar de um retransplante, Valéria ressalta a dificuldade da realização de todo o processo cirúrgico, que teve duração de 12h. “Esse foi o procedimento considerado mais complexo do ano realizado pela equipe. Teve fim por volta das 18h e o receptor foi encaminhado para a unidade de terapia intensiva, onde está surpreendendo a equipe médica com uma rápida recuperação”, informa a coordenadora.