Programa Escola Segura

Estado realiza encontro com gestores escolares sobre segurança

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE) e da Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) realizou, na manhã desta quarta-feira, 19, no auditório da SEE, um encontro com gestores escolares sobre a questão da segurança nas escolas.

No encontro participaram o secretário Aberson Carvalho (SEE), o secretário adjunto da SEE, professor Tião Flores, o secretário-adjunto da Sejusp, coronel Evandro Bezerra, além de representantes do Corpo de Bombeiros (CBMAC) e da Polícia Penal.

Gestores participaram de encontro com representantes da SEE e da Sejusp. Foto: Dhárcules Pinheiro/Sejusp

Na oportunidade, foi distribuída uma cartilha com várias orientações sobre as medidas a serem adotadas em casos de invasão e de agressões dentro das unidades escolares. A cartilha faz parte do Programa Escola Segura.

De acordo com o secretário Aberson Carvalho, os protocolos de segurança servem de orientação não apenas aos estudantes e profissionais da Educação, mas também para a própria família. “A partir de agora vamos estar entregando essas cartilhas com as orientações”, disse.

Cartilha irá orientar gestores em caso de violência nas escolas. Foto: Dhárcules Pinheiro/Sejusp

Além das ações que já foram tomadas pelo governo, como uma portaria de orientações, também será sugerida a mudança da programação de conteúdos com as temáticas relacionadas a violência e que seriam debatidas apenas no mês de setembro. “Vamos propor trabalhar as disciplinas de forma integrada com os nossos alunos agora no mês de maio”, ressaltou.

Ele destacou, ainda, a necessidade de trabalhar as várias questões ligadas à violência, como a psicológica, além da própria agressão física. “Estamos trabalhando nos protocolos essas melhorias, para garantir um ambiente harmônico. Nesse momento, o Estado está cumprindo o seu papel”, afirmou.

Aberson Carvalho: “famílias também precisam assumir responsabilidades. Foto: Dhárcules Pinheiro/Sejusp

“Importante esclarecer que a família tem a sua responsabilidade, portanto os pais devem estar olhando as mochilas dos seus filhos, vistoriando os celulares. Isso faz parte da responsabilidade dos pais, que precisa ser cumprida também”, enfatizou. Na terça-feira, foi publicada portaria, com autorização de vistoria das bolsas e mochilas para tentar garantir um espaço mais seguro. A polícia está dando apoio e suporte. Temos ampliação de investimentos no Proerd, e a questão da compreensão de que o ambiente é pedagógico”, enfatizou.

Para o subsecretário de Segurança Pública (Sejusp), coronel Evandro Bezerra, o encontro trata-se de uma proposição da Sejusp em parceria com a SEE voltada ao combate e prevenção à violência nas escolas. “Tivemos algumas ocorrências que atentavam contra a comunidade escolar e a Sejusp propôs trazer à comunidade escolar orientações com a confecção de cartilhas voltadas à prevenção nas escolas”, ressaltou o subsecretário.