produção

Estado assina termo com Granja Carijó em benefício de 60 produtores rurais

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Produção e Agronegócio (Sepa), assinou nesta quarta-feira, 22, um termo de permissão de uso de bem público com a Granja Carijó Importação e Exportação, localizada na Zona Rural de Senador Guiomard.

A assinatura do termo cedeu à granja, a título de empréstimo, um caminhão que será utilizado na distribuição de esterco aos produtores rurais da região. Ao todo, são produzidos mais de 25 mil quilos de esterco por dia, o que irá beneficiar cerca de 60 produtores rurais. Antes do caminhão, era necessário que cada produtor fosse buscar o insumo, que agora será distribuído pelos trabalhadores da granja.

Estado assina termo com Granja Carijó em benefício de 60 produtores rurais Foto: Neto Lucena.

“Agradecemos a visita e a parceria com a Sepa, ajudaremos mais pessoas com a distribuição desse esterco e principalmente com o auxílio do caminhão”, disse o representante da Carijó, Diogo Figueiredo.

O caminhão estava parado em Brasileia, por isso a Sepa está fazendo a cessão de uso para auxiliar na distribuição, transporte e entrega desse esterco, explicou o secretário de Produção, Edivan Azevedo.

O empreendimento abriga 168 mil galinhas poedeiras com produção diária de 150 mil ovos que abastecem 70% do mercado consumidor interno, gerando 70 empregos diretos. A sua fábrica de ração já é atendida pela produção local de milho e soja.

A Granja Carijó fica em Senador Guiomard Foto: Neto Lucena.

Todo o processo de produção é automatizado e fiscalizado pelo SIE-Serviço de Inspeção Estadual do Idaf que garante a sanidade dos produtos que chega nas gôndolas dos supermercados e mercearias de todo o Estado. A empresa está se adequando para receber o SIF-Serviço de Inspeção Federal e, assim, comercializar ovos em outros estados da federação.

O esterco produzido na granja é curtido e tratado por fermentação aeróbica num processo automatizado e comercializado para produtores rurais utilizarem como adubo nas culturas de hortaliças, frutíferas, grãos e pastagens.

Granja emprega 78 trabalhadores diretos e possui 168 mil aves, separadas em 12 galpões Foto: Neto Lucena.

Após a assinatura do termo, o secretário aproveitou para visitar as instalações e a linha de produção da granja. “Aqui neste empreendimento se produz proteína nobre que é o ovo de galinha, gera impostos e empregos no campo e na cidade, utiliza matéria prima produzida na região e ainda contribui com a adubação dos solos que irão produzir mais alimentos. Portanto merece todo o apoio e respeito do governo do Estado e do governador Gladson Cameli” destacou.

Participaram da ação representantes do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa),  Empresa de Assistência Técnica Extrativista Rural (Emater), Companhia de Armazéns Gerais e Entreposto do Acre (Cageacre) e Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf).