fortalecimento

Encontro de empresárias rurais valoriza negócios com baixas emissões de carbono

Realizar um evento valorizando mulheres no topo da cadeia produtiva, que respeitam o meio ambiente e seus derivados. Essa era a ideia do primeiro Encontro de Mulheres Empresárias da Região Macro Sul, realizado em julho do ano passado na cidade peruana de Puerto Maldonado. Na segunda edição do evento, intitulado 2º Encontro de Mulheres Empresárias Rurais de Baixas Emissões na Amazônia Sul-Ocidental – Região MAP, a ser realizado nos dias 12 e 13 de março, das 8h às 17h, no auditório do Gran Luminni Hotel, em Rio Branco, os organizadores seguirão a temática feminina (todas as palestrantes e moderadoras são mulheres), buscando o fortalecimento das empresárias que apoiam negócios de baixas emissões de carbono nas regiões de Madre de Dios, no Peru; Acre, no Brasil; e Pando, na Bolívia.

Produtoras do Acre participantes do primeiro Encontro de Mulheres Empresárias Rurais, em julho do ano passado, no Peru Foto: divulgação

A peruana Elsa Mendoza, coordenadora da Earth Innovation Institute (EII) no Estado, relata a importância de mensagens positivas sobre mulheres, sobretudo em ambientes predominantemente machistas, como o setor rural. “Tivemos a ideia de fazer a segunda edição do encontro no mês da mulher (março) para falar o outro lado da mulher, o lado bom. Na imprensa, quase tudo que sai sobre mulheres são notícias negativas, a violência. Queríamos mostrar mulheres fortes, batalhadoras, e divulgá-las. Nosso foco é nas empresárias de pequeno, médio e grande porte do campo, que realizam atividades ‘que ninguém vê’. As pessoas não acompanham o processo produtivo de determinados produtos feitos no agronegócio, não sabem como são feitos, e muitas não se consideram empresárias, mesmo fazendo toda a metodologia empresarial”, diz Mendoza.

Outro ponto ressaltado pela coordenadora são as vantagens naturais da mulher empresária no processo produtivo e como será a participação dela no encontro. “Mulheres são boas de negócios, é uma característica nossa. Elas devem ser valorizadas. Mostraremos no evento mulheres com expertise, com experiência variadas nos três estados. Mostraremos como elas participam e são importantes no PIB. Mesmo parecendo frágeis, são fortes e com conceitos humanos, valorizam a família, a natureza, o bem comum. Queremos também incentivar novas empresárias a surgirem no setor rural. São várias áreas de atuação, como gado, piscicultura, floricultura, mercado de óleos vegetais, sabonetes da florestas, castanhas, biscoitos, produtos orgânicos. Sempre tendo o cuidado em preservar o meio ambiente, com baixar emissões de carbono, sem desmatamento, sem queimadas e utilizando insumos naturais”.

Cartaz oficial do evento.

A Companhia de Desenvolvimento do Estado do Acre (CDSA), a Earth Innovation Institute (EII), Governo do Acre e Secretaria de Estado de Indústria, Ciências e Tecnologia (Seict) são os organizadores do encontro de empresárias rurais.

“Nesse evento, mostraremos mais a produção do Acre, com um encontro ainda mais forte que a primeira edição, mais orgânico e mais organizado”, afirma José Gondim, diretor-presidente da CDSA. O encontro é fruto de parcerias, como a Gestão do Ciclo de Vida (GCV) e o Sisa Plus, de baixas emissões, conquistada pelo governo e que recebem recursos do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), com execução e gerenciamento da EII.

O evento é aberto ao público, com inscrições gratuitas feitas no local – confira a programação completa no link  https://agencia.ac.gov.br/companhia-de-desenvolvimento-do-estado-realiza-encontro-de-mulheres-empresarias-rurais/. Haverá palestras com representantes das três regiões participantes, feira de produtos, minicursos e outros, com encerramento no dia 13, com direito à visita aos pontos turísticos de Rio Branco e um jantar de confraternização.