cidadania

Em Sena Madureira, governo assina ordem de serviço para manutenção de 15 escolas rurais e entrega materiais escolares

Preparando as escolas para o retorno gradual das aulas na rede pública de ensino, o governador Gladson Cameli assinou nesta sexta-feira, 1, uma ordem de serviço para manutenção de 15 escolas rurais do município de Sena Madureira. A solenidade foi realizada na escola Raimundo Magalhães onde já foi investido mais de R$ 200 mil.

As reformas das 15 escolas somam mais de R$ 1,6 milhão. Foto: Neto Lucena/Secom

O evento contou com a presença de autoridades locais como o prefeito Mazinho Serafim, o presidente da Câmara Municipal, Josimar Costa, o deputado federal Alan Rick, os deputados estaduais Gerlen Diniz e Meire Serafim, além da equipe de governo e secretários de Estado.

O objetivo é melhorar a estrutura das escolas, oferecer mais conforto e qualidade no acolhimento aos alunos e tornar o ambiente escolar mais agradável, fazendo com que a escola seja mais atraente ao aluno, com estímulo a sua permanência.

O valor total dos investimentos em manutenção é de R$ 1.639.649,57.

Na ocasião também foram entregues 822 Kits Aluno e 843 cadeiras universitárias, bem como material didático para as escolas estaduais do 1º ao 5º ano. A entrega que representa o investimento de R$ 274.136,60, visa cumprir com as metas previstas no plano de governo, com investimentos na área educacional em todas as esferas, oferecendo aos alunos melhores condições de estudo, com a oferta de material pedagógico.

Cada kit aluno contém dois apontadores, duas borrachas, uma régua, uma caixa de lápis de cor, dois lápis pretos, um pincel hidrocor, uma cola branca e dois cadernos.

Na ocasião também foram entregues 822 Kits Aluno e 843 cadeiras universitárias. Foto: Neto Lucena/Secom

O governador Gladson Cameli agradeceu aos parlamentares pelo apoio dispensado durante a pandemia. “Vamos deixar a política para o período da eleição. Vamos unir as nossas forças”, disse.

Ele também relembrou à população sobre a importância da vacinação contra a Covid-19. “Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje. A vida não tem preço”, afirmou. 

O chefe do Executivo ainda ressaltou a importância das parcerias firmadas entre os diferentes poderes para a concretização das ações realizadas em Sena Madureira.

A secretária de Educação, Cultura e Esporte, Socorro Neri, frisou que a escola Raimundo Magalhães é uma das 200 escolas que passaram por manutenção do Estado em 2021 com foco no retorno das atividades presenciais.

“O governo tem demonstrado que não cuida apenas da infraestrutura, mas daquilo que é essencial para a educação das nossas crianças e adolescentes. Na próxima segunda teremos o início do processo de retorno às aulas presenciais”, afirmou.

Ela ressaltou a importância de que os pais apoiem o retorno que é essencial para o ensino.

Atenção aos povos indígenas

Ainda durante a solenidade, o governo entregou, por meio da Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas Públicas para as Mulheres (SEASDHM), 100 cestas básicas para indígenas do município.

Cerca de 100 cestas básicas para indígenas do município vão ser distribuídas pelo governo. Foto: Neto Lucena/Secom

Os alimentos atenderão aproximadamente 600 pessoas, por meio da Lei Complementar 173/2020 que estabelece o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus SARSCoV-2 (Covid-19) do Governo Federal.

O representante da SEASDHM, João Vitor Mascarenhas, destacou que esta se trata de uma das pautas que a assistência social tem como principal objetivo. “Nós aproveitamos esse momento de grande reconhecimento para o município para fazer essa entrega”, disse.

Cidadania

 No mesmo evento, foram entregues 27 cédulas de identidades, por meio da Polícia Civil, aos moradores da localidade denominada Gleba de São Jorge, no Ramal do 20. Foram atendidos, inicialmente, crianças e adolescentes.

O Registro Geral auxilia a Polícia Civil em casos de desaparecimento, sequestros ou outros crimes, além de possibilitar a emissão de outros documentos. Também possibilita o acesso a programas de assistência social, saúde e educação.

O delegado-geral de Polícia Civil ressaltou que o documento representa a porta de entrada para a cidadania e que, atualmente, 1.600 cédulas de identidade são produzidas por semana, com apoio do Estado.