monitoramento

Em apoio a municípios, Estado realiza digitação das fichas de vacinação contra Covid-19

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), está realizando um trabalho colaborativo com os municípios que apresentam baixo índice de vacinação devido à falta de inserção dos dados nos sistemas de registros, como o Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI).

Registro da primeira dose foi inserido no sistema no dia 18 de janeiro. Foto: Odair Leal/Arquivo

A estratégia adotada pelas equipes do PNI se deu em razão de alguns municípios solicitarem mais doses de vacinas, sendo que a demanda não se justificava pelos registros.

“Passamos a monitorar principalmente os municípios com cobertura baixíssima. A princípio iniciamos um trabalho em Tarauacá, em que digitamos mais de oito mil fichas. Após a inserção dos dados das fichas no sistema, o município saiu do último lugar de cobertura vacinal no estado e disparou para o décimo”, destacou a coordenadora do PNI, Renata Quiles.

Além de impulsionar a vacinação, por meio de caravanas e arrastões também são realizados mutirões de inserção das informações no sistema do Ministério da Saúde (MS), o que vem sendo praticado desde agosto, de acordo com Renata Quiles. “Agora vamos começar o monitoramento em Capixaba e Senador Guiomard, que já recebeu um trabalho no mês de julho”, explicou.

Em Rio Branco, o trabalho vem sendo efetivado em parceria com o Município, explica Renata: “Tudo que o Estado tem produzido nos mutirões de vacinação é imediatamente informado ao sistema, para não dar essa sobrecarga ao Município. Assim que conseguirmos finalizar esse procedimento nos municípios que já estão em monitoramento, iremos iniciar em outros”.