Educação promove treinamento para uso de sistema de monitoramento

Representantes das 174 escolas da zona urbana de Rio Branco e entorno participam do treinamento (Foto: Celis Fabrícia)
Representantes das 174 escolas da zona urbana de Rio Branco e entorno participam do treinamento (Foto: Celis Fabrícia)

A Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), por meio da Diretoria de Gestão Escolar e Divisão de Estudos e Pesquisas Educacionais (DEPE), realiza o segundo treinamento para uso do Sistema Integrado de Monitoramento e Avaliação Educacional do Acre (Simaed).

O treinamento é realizado no auditório da SEE, para gestores e secretários de escolas públicas durante os dias 29 e 30 de setembro pelo grupo criador do sistema, o Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (CAEd), da Universidade Federal de Juiz de Fora.

Oscilação de internet foi um dos principais problemas apontados durante o treinamento. Para orientar aos usuários é oferecido suporte telefônico gratuito e também a capacitação de instrução. “Capacitar para que tenhamos o maior número possível de informações no sistema”, Justino Queiroz, diretor da DEPE.

A ferramenta padroniza a matriz curricular, ou seja, o conteúdo que a escola vai lecionar padroniza documentação, gerencia transferência de alunos, mostra os dados de frequência, de avaliação, em modo online, com acesso do gestor da escola e também da SEE. “Do ponto de vista da gestão, permite o gerenciamento de toda a rede”, ressaltou Douglas Bruno da Silva, coordenador de Suporte a Sistemas do CAEd.

Railsa Braga, gestora da Escola Henrique Lima explicou que a ferramenta auxilia muito na rotina escolar, principalmente no que diz respeito a acesso aos dados e agilidade na informação. Toda a equipe que trabalha na escola com o Simaed participa do treinamento. “Como o sistema é recente, estamos adquirindo prática no acesso e esclarecendo nossas dúvidas”, comentou.

Abrangência do Simaed

O software atende 174 escolas da rede estadual de ensino foi desenvolvido em 2013. Entre as facilidades, está incluída a rápida e informatizada inclusão de processos administrativos das unidades escolares (matrículas e acesso a resultados de avaliações, por exemplo). Outra vantagem é o acesso público à informação do funcionamento e dos resultados das escolas, e maior agilidade no preenchimento do Educacenso, ferramenta detalhada do sistema educacional brasileiro.