Educação estadual participa de seminário sobre o novo Ensino Médio

Nesta sexta-feira, 11, no auditório da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE), aconteceu o Seminário Regional sobre o Novo Ensino Médio, reunindo representantes da secretaria e gestores de escolas da rede estadual, escolas privadas, federais, sistema S e demais setores da Educação.

Para o secretário de Educação, Aberson Carvalho, essa é uma discussão que deve acontecer permanentemente: “O ser humano, a sociedade mudam constantemente e como a Educação não vai mudar ou se adaptar? Quando começamos a olhar os formatos e os modelos do passado e perceber as mudanças que foram ocorrendo durante as décadas, concluímos que a Educação é isso mesmo, ela precisa acompanhar o momento”.

Evento contou com a presença de técnicos, professores e gestores de escolas de ensino médio. Foto: Jorge Feitosa. Asscom/SEE

Promovido pela Comissão de Educação da Câmara dos Deputados em diversos estados do país, no Acre o evento foi coordenado pela deputada federal Socorro Neri. Ela explica que o novo Ensino Médio está sendo examinado no país inteiro há alguns meses, e o objetivo é reunir as experiências, observações e sugestões dos técnicos, gestores, professores e estudantes, que vivenciam no dia a dia os desafios da implementação do novo currículo.

“Precisamos saber de quem de fato faz o novo ensino médio acontecer: o que precisa ter para enfrentar os desafios da sociedade atual, dessa sociedade da informação, onde algumas profissões têm se tornando obsoletas da noite para o dia enquanto outras estão surgindo? Por onde caminhar nesse mundo tão volátil, tão acelerado em que estamos vivendo?”, destaca a deputada e coordenadora do seminário.

O seminário, promovido pela Comissão de Educação da Câmara Federal, acontecerá em diversos estados. Foto: Jorge Feitosa. Asscom/SEE

Para o gestor do Colégio Acreano, Thiago Vale, a escuta dos envolvidos e o trabalho colaborativo são dois aspectos importantes de todo o processo de mudança, “porque temos enfrentado alguns desafios que precisam ser conversados, encontrados pontos em comum para que, juntos, possamos encontrar também a melhor saída. Sabemos que existem questões um pouco mais profundas e que precisam de mais tempo, mas um momento como esse nos dá uma direção a seguir e base para orientar nossos estudantes”.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest