Educação e Corpo de Bombeiros debatem implantação de Colégio Militar

A parceria planeja fortalecer a aprendizagem e auxiliar jovens em situação de vulnerabilidade social. (Foto: Astorige Carneiro/Assessoria SEE)
A parceria planeja fortalecer a aprendizagem e auxiliar jovens em situação de vulnerabilidade social. (Foto: Astorige Carneiro/Assessoria SEE)

Com a perspectiva de inovar o sistema de oferta educacional do Estado, representantes do Corpo de Bombeiros Militar do Acre reuniram-se nesta quarta-feira, 14, com o titular da Secretaria de Estado de Educação, Marco Brandão, para firmar possíveis parcerias entre as instituições.

Entre os planos, está a implantação de um Colégio Militar no Acre em 2016, localizado na Cidade do Povo, com vagas ofertadas para a comunidade, seguindo a eficiência da gestão e da qualidade de ensino das outras instituições de ensino militar do país.

De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Gundim, trata-se de uma proposta do governador Tião Viana para fortalecer a aprendizagem e auxiliar jovens em situação de vulnerabilidade social, os principais beneficiados da parceria.

“Seria a união dos ensinamentos militares, tanto teóricos quanto práticos, com a eficiência dos educadores acreanos. Como será uma escola em tempo integral, é preciso um planejamento preciso e uma estratégia eficiente para formar alunos preparados para os desafios que terão dentro e fora da escola”, disse Gundim.

Para o secretário Marco Brandão, é uma oportunidade de ampliar o tripé da educação acreana: acesso, permanência e qualidade. “As diretrizes da SEE serão aplicadas em conjunto com os profissionais das duas instituições, com a perspectiva de intensificar as parcerias que resultam em ações positivas para a população”, explicou.