Do repente ao cordel

Cícero Franca lança livro Resgatando Tradição, no Teatro de Arena do Sesc

 

cicero_franca.jpg

Amante do repente, apresentou projeto para resgatar tradição cultural (Foto Assessoria FEM)

Com sua verve de artista popular, Cícero Franca lança o livro Resgatando Tradição, no projeto Botiquinta do SESC, nesta quinta-feira, às 19 horas. Além do lançamento serão homenageados dezoito repentistas com entrega de diplomas e haverá a apresentação dos repentistas Zé do Côco e João Cocada e do grupo musical J com P.

O livro conta a história de alguns artistas acreanos que utilizaram o cordel em suas manifestações artísticas. Mathias, Hélio Melo e João Roseno figuram entre os homenageados. Segundo Cícero, depois da morte desses menestréis, foi como se a cultura do repente não existisse mais no Acre.

“A idéia é incentivar os repentistas que estão esquecidos, ociosos, de uma forma que possamos capacitá-los, passando informações mais avançadas dentro dos conhecimentos técnicos do repente e do cordel”, explica o autor. “Queremos trazer o repente de volta às feiras e praças, com a alegria de antigamente.”

Resgatando a Tradição, para o autor, é apenas o início de um projeto que envolve oficinas e a idéia de continuar escrevendo literatura de cordel com temas diversos.

“Já participei de alguns encontros nacionais de repentistas como representante do Acre. Uma vez, em Brasília, conversei com repentistas de outros Estados, que me falaram que é preciso muita coragem para levar esse trabalho em frente, pois, mesmo com apoio e com realização de festivais, é muito difícil”, relembra. “Como eu sou amante dessa arte, fiquei muito triste em ouvi-lo falar isso, mas não desisti e fiz o projeto deste livro, para tentar resgatar essa tradição.”

O autor – Cícero França tem vários textos publicados em livros e CDs de outros artistas, além de ser um dos compositores e coordenadores do Jabuti Bumbá e ter em seu currículo de ator alguns espetáculos teatrais. “Nunca me interessei em olhar meu lado individual. Sempre preferi apoiar os grupos como um todo. Este livro, portanto, está aí com um objetivo, que é o de incentivar a cultura popular de uma forma alegre.”

A publicação é financiada pelo Governo do Estado, através da Fundação Elias Mansour, com recursos da Lei Estadual de Incentivo à Cultura e apoio da Fundação Garibaldi Brasil e Sesc-Acre.

SERVIÇO

Sesc-Centro – Av. Brasil, 1414 – Centro – Tel.: 3212-2815