Dia Mundial de Luta Contra Hanseníase será no próximo domingo

No último domingo de janeiro comemora-se o Dia Mundial de Luta Contra a Hanseníase. Como parte das ações que marcam a data, o Ministério da Saúde lançou, na última quarta-feira (21), campanha publicitária para conscientizar a população sobre a doença.

Com o slogan, “Hanseníase: quanto antes você descobrir, mais cedo vai se curar”, a ação tem como foco o diagnóstico precoce da doença e a divulgação do tratamento que é ofertado de graça no Sistema Único de Saúde (SUS).

Acre tem o maior percentual de cura de hanseníase do Brasil (Foto: Divulgação)
Acre tem o maior percentual de cura de hanseníase do Brasil (Foto: Divulgação)

De acordo com o MS a doença é considerada endêmica em todo o país, com maior incidência em cinco estados: Pará, Maranhão, Tocantins, Mato Grosso e Goiás. Atualmente, são 1,42 casos por 10 mil habitantes, uma queda de 68% em dez anos.

No Acre, o governo do Estado reduziu até 2013, por meio do Programa de Controle da Hanseníase, da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), 98,1% na prevalência da doença, o que demonstra o esforço do governo e da equipe de hansenólogos para eliminar a doença no estado.

Franciely Muniz, coordenadora do Serviço de Dermatologia, do Hospital das Clinicas (HC), ressalta que o Acre é o primeiro estado do Brasil com a maior taxa de cura, garantindo além da descoberta dos casos novos, o tratamento dos pacientes até a cura da doença. Além disso, também é realizado o serviço de imunização e acompanhamento dos contatos intradomiciliares, cirurgias e fisioterapia  para prevenção de incapacidades físicas e reabilitação física.

“Conseguimos reduzir positivamente a prevalência da hanseníase em nosso estado, graças ao trabalho integrado da equipe. Ao longo do ano, o governo promove campanhas de busca ativa com objetivo de diagnosticar precocemente possíveis casos de hanseníase, além de orientar a população sobre como se prevenir da doença”, destacou Franciely, lembrando que em 2013 houve 144 casos novos, e em 2014 (resultado parcial) a incidência foi de 125 casos.

Dados do MS apontam que, no período de 2010 a 2013, o Acre apresentou resultados expressivos na cura de pacientes acometidos pela hanseníase.

Em 2010 alcançou 96,8% de cura. No ano de 2011: 90,3%, em 2012: 95,7% e 2013: 94,8%. A estatística para 2014 só estará concluída em março de 2015.