Detran realiza ações de educação em alusão à Semana Mundial do Pedestre

Os educadores de trânsito se caracterizam de “anjos da guarda do pedestre” (Foto: Ascom / Detran)
Educadores de trânsito se caracterizam de “anjos da guarda do pedestre” (Foto: Ascom / Detran)

A Coordenação de Educação do Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran) realiza ações educativas em referência à Semana Mundial de Segurança do Pedestre, de 6 a 13 de maio. A iniciativa é da Organização das Nações Unidas (ONU).

O objetivo é conscientizar os cidadãos da importância do respeito ao pedestre – parte mais “frágil” do trânsito. Apenas em 2015, 13 pedestres foram vítimas fatais de acidentes no Acre, exceto os números registrados em rodovias federais.

Na ação, os educadores de trânsito se caracterizam de “anjos da guarda do pedestre”, e de forma criativa realizam uma encenação que faz referência à proteção ao atravessar na faixa. Além disso, os educadores também realizam a peça teatral “A Sua Majestade, o Pedestre”.

O objetivo é conscientizar os cidadãos sobre a importância e respeito à faixa de pedestre (Foto: Ascom / Detran)
Objetivo é conscientizar os cidadãos sobre a importância e respeito à faixa de pedestre (Foto: Ascom / Detran)

“Nossa intenção é fazer com que o pedestre se sinta um rei ou rainha ao atravessar na faixa e incentivá-los a obedecer ao que diz a lei de trânsito, a fim de preservar vidas”, explica a orientadora de trânsito do Detran, Eliane Morais.

Para a estudante Talita Ferreira, 12, é muito importante o trabalho de conscientização e educação que o Detran realiza. “Eu aprendi que, ao atravessar a rua, mesmo na faixa, preciso olhar para os dois lados, para evitar acidentes e, assim, prolongar minha vida”, declara a estudante.

Iniciativa da ONU

O objetivo da ONU é de que, neste período, ninguém seja atropelado no trânsito. Segundo a organização, o número de pedestres mortos em todo o mundo ultrapassa cinco mil por semana.

Para mudar essa realidade, surge a Semana Mundial de Segurança do Pedestre, que pretende dar uma contribuição significativa e duradoura a quem anda a pé nas vias públicas e a quem dirige.