Delícias do Juruá

Cocada, doce, farinha, biscoito, amendoim e outras guloseimas recheiam a tenda que mostra alguns sabores da região

dsc_0046_.jpg

Maria Francisca aprendeu com a mãe a fazer os biscoitos (Foto: Gleilson Miranda / Secom)

Sabores que incrementam a gastronomia no Vale do Juruá também são destaques na Expoacre, que encerra neste domingo, 31, em Cruzeiro do Sul. Da farinha à cocada, a variedade é atrativo que representa o desenvolvimento na produção da região.

Mantendo a tradição com produtos já conhecidos e famosos pela qualidade, outros produtos inovam no lugar. Por trás dessa vitrine de sabores, várias famílias mantêm uma fonte de renda.

O cruzeirense Francisco Magalhães, 78, trabalhou como seringueiro e agricultor, e há um ano aprendeu uma nova profissão, a de doceiro. Cocadas com coco branco ou queimado também aliadas ao cupuaçu e doces da mesma fruta recheiam o espaço que ocupa na feira. Ele diz que o evento ajuda a divulgar seu trabalho. Recebeu apoio do Sebrae para melhor apresentar o que faz.

Com apenas 16 anos, Maria Francisca Costa, também é responsável por um dos sabores da região. Cedo aprendeu com a mãe a fazer um doce típico, o biscoito de goma de macaxeira. Ela mora em Assis Brasil, mas toda a produção feita por sua família é vendida em Cruzeiro do Sul, no mercado da cidade. Em apenas uma hora consegue fazê-los "Na feira eu estou vendendo muito biscoito. As pessoas gostam muito", comenta.

Além dos biscoitos de goma, a farinha é um dos produtos mais famosos. José Carlos, 37, é apenas um vendedor, mas reconhece e valoriza o alimento que compra de cerca de 50 agricultores. Para incrementar a venda, dispõe de 15 espécies de feijão, também cultivados na região.

O Vale do Juruá mostra que não é só em Senador Guiomard que tem bom amendoim. Essa novidade no plantio vem crescendo e Enoque de Araújo, 51, é um dos que aderiu. Na primeira safra ele conseguiu 300 quilos do amendoim. "Já vendi quase tudo, a feira me ajudou muito", diz.

Esses são apenas alguns dos milhares de produtores do Vale do Juruá, responsáveis em ser a fonte de renda de muitas famílias.