Copão da Floresta encerra com festa na Arena do Juruá

Final feminina: Princesa do Mogno contra as Garotas do Morro do Rio Boto (Foto: Flaviano Schneider)
Final feminina: Princesa do Mogno contra as Garotas do Morro do Rio Boto (Foto: Flaviano Schneider)

O ‘Princesa’ da Floresta Estadual do Mogno veio com tudo no II Copão da Floresta; classificou para a final os times masculino e feminino e trouxe uma animada torcida organizada. As meninas garantiram sua parte: venceram as “Garotas do Morro” do Rio Boto por 5X0, mas o time masculino foi surpreendido pela Ponte Preta do Rio Acuraua e foi derrotado por 2X1.

Assim o Princesa (feminino) e a Ponte Preta (masculino) sagraram-se campeões de uma competição que animou por dois meses toda a região das florestas estaduais do Rio Gregório. Os vencedores disputarão em breve uma partida contra os campeões do Copão da região do Antimari.

A torcida foi organizada e vibrou muito (Foto: Flaviano Schneider)
A torcida foi organizada e vibrou muito (Foto: Flaviano Schneider)

A final disputada no domingo, 6, no Estádio Arena do Juruá atraiu caravanas de torcedores da BR-364 e ribeirinhos da região que ocuparam grande parte da arquibancada. O gestor da Secretaria de Meio Ambiente, Edgard de Deus, acompanhou a festa de encerramento. Ele comentou que o Copão foi um sucesso desde o torneio início, ocorrido há dois meses no Rio Gregório, quando houve a participação de cerca de quatro mil moradores das áreas de floresta.

O Copão reuniu 48 equipes masculinas e nove femininas. Alguns atletas tiveram que viajar até 11 horas de canoa para participar dos jogos ao longo da competição. Segundo o secretário, o Copão fortaleceu as relações sociais em toda a região com a força de mobilização que tem o futebol e movimentou a economia local.

O presidente da Associação de Produtores Rurais São Francisco, Cleonildo Rocha de Oliveira, considera o Copão “a maior diversão de toda a floresta pública”. Ele conta que ao todo existe na região 11 associações e todas participaram do torneio. Ele elogiou o governo do estado pela organização do evento “Foi um trabalho maravilhoso”, disse.

Florestas

Segundo Edgard de Deus, o governador decidiu neste segundo mandato repassar para a área ambiental a política florestal, fazendo um alinhamento conceitual e também legal. Deste modo, a Sema cuida agora da silvicultura, produção de mudas e gestão das florestas públicas dos rios Gregório e Antimari e herdou também a realização do II Copão da Floresta.