Conab do Acre ganhará autonomia administrativa

Fortalecimento da agricultura familiar apóia transformação da gerência, que é ligada a Rondônia, em superintendência estadual

conab_1_900.jpg

O Acre e outros quatro Estados brasileiros terão suas próprias superintendências da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A informação foi confirmada na manhã desta segunda-feira, 7, pela assessoria de imprensa da Conab, em Brasília, e pelo gerente da unidade de Rio Branco, Filomeno Gomes. "Com a superintendência, os projetos do Acre terão uma linha direta com a diretoria em Brasília e não passará mais por Rondônia, a quem está ligada atualmente", explicou Gomes.

O Acre é o primeiro da lista e a autonomia deve ser implantada até o final de 2008. O fortalecimento da agricultura familiar é um dos fatores que levam à autonomia administrativa da Conab no Estado. A companhia está presente em onze municípios e já injetou, desde 2004, R$15 milhões na economia regional através do Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar.

A Conab é uma empresa pública, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento,  criada por Decreto Presidencial e autorizada pela Lei nº 8.029, de 12 de abril de 1990, tendo iniciado suas atividades em 1º de Janeiro de 1991.

O surgimento da Conab representou um passo importante na racionalização da estrutura do Governo Federal, pois se originou da fusão de três empresas públicas, a Companhia Brasileira de Alimentos (Cobal), Companhia de Financiamento da Produção (CFP) e a Companhia Brasileira de Armazenamento (Cibrazem), que atuavam em áreas distintas e complementares, quais sejam, abastecimento, fomento à produção agrícola e armazenagem, respectivamente. A Conab é a agência oficial do Governo Federal, encarregada de gerir as políticas agrícolas e de abastecimento, visando assegurar o atendimento das necessidades básicas da sociedade, preservando e estimulando os mecanismos de mercado.

Com informações da Conab