cultura

Com bandeira vermelha no estado, projetos aprovados na Lei Aldir Blanc podem solicitar alteração

Após a regressão de todo o estado para a bandeira vermelha, a Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM), a partir desta terça-feira, 2, determinou o fechamento de todos os centros e espaços culturais e a pausa de todos os eventos presencias, devido à nova classificação no nível de risco de emergência no Acre.

Os espaços passam a funcionar com escalas de rotatividade de servidores, sem atendimento ao público, de acordo com a portaria da FEM nº 392 de 2 de fevereiro de 2021.

Os fazedores de cultura que possuam projetos em formato presencial aprovados por algum dos editais da Lei Aldir Blanc podem solicitar alteração de cronograma, devendo endereçar o ofício para a Divisão de Fomento e Incentivo à Cultura (Dfic), pelo e-mail fem.habilitacao@gmail.com.

Todas as solicitações devem anexar uma justificativa. A FEM garante que as ações presenciais que não puderem ser realizadas durante a vigência da bandeira vermelha não serão prejudicadas.

As ações culturais aprovadas em formato não presencial, no entanto, seguem o cronograma normal, sem necessidade de alterações.