Planejamento

Com aumento do nível do Rio Acre, Corpo de Bombeiros alinha ações para atuar em possível cheia

Com a subida das águas do Rio Acre, em Rio Branco, os órgãos do governo estão voltados para ações de monitoramento e prevenção de uma possível cheia. O nível do manancial registrou a marca de 11,60 metros na última medição desta segunda-feira, 8, feita às 12h. A partir desta semana, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros (CBMAC), coronel Charles Santos, tem alinhado ações e estratégias para uma resposta rápida e efetiva.

Comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Charles Santos, destacou que ações e estratégias estão sendo traçadas para uma resposta rápida. Foto: Neto Lucena/ Secom

Em pouco mais de 24 horas, o nível subiu 38 centímetros, saindo de 11,22 metros para 11,60 metros.

“A sala de monitoramento da Secretaria do Meio Ambiente nunca para, é 24 horas antenada, e é intensificado esse acompanhamento justamente nesses meses que precedem as precipitações de chuvas. A Secretaria do Meio Ambiente levanta todos os dados necessários para que o setor operacional dê a devida resposta”, explica o comandante.

O que está sendo feito nesta semana é um alinhamento de ações entre todos os órgãos de monitoramento e controle, para que, caso necessário, o plano de ações seja colocado em prática.

“A partir de agora esse alerta vai ser contínuo para que, caso venha a ser demandado, a gente dê uma resposta o mais rápido possível. Já foi finalizado o plano de operações e o plano de contingência, também pela Defesa Civil do Corpo de Bombeiros, visando em todo o estado dar a devida resposta”, destacou o coronel Carlos Batista, coordenador estadual de Proteção e Defesa Civil.

O subcomandante do CBMAC, coronel Eden Santos, enfatizou que o trabalho de alinhamento faz parte da rotina dos bombeiros em períodos sazonais, assim como Defesa Civil e Secretaria de Meio Ambiente, que se antecipam e organizam para ocorrências de eventos extremos.

“A gente vem se organizando por conta do período e da elevação rápida do nível do rio, mas não podemos afirmar que já podemos ter uma alagação. O Corpo de Bombeiros sempre trabalha em estado de atenção, então nesta semana estamos alinhando todas as ações para que, caso necessário, os nove batalhões distribuídos em todo o estado possam colocar os planos em prática. Esse é um alinhamento comum para a época do ano, porque sempre avaliamos os recursos humanos e materiais”, completou o subcomandante.

Dados divulgados pelo Centro Integrado de Geoprocessamento e Monitoramento Ambiental indicam uma previsão de chuva com volume acumulado na semana, entre 8 e 14 de janeiro, de 10 até 75 milímetros, com indicativo de anomalia negativa em todo o estado, sendo que as chuvas devem ficar abaixo do esperado para o período.

Outra ação importante também iniciada pelo governo do Estado nesta segunda-feira, 8, foi a limpeza de entulhos acumulados em torno dos pilares das pontes sobre o Rio Acre, na capital. O trabalho segue sendo feito pelo Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura Hidroviária e Aeroportuária do Acre (Deracre).

Elevação rápida ocasiona crescente acúmulo de balseiros na ponte. Foto: Rafael Dias/Deracre

Alerta de chuva

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de chuvas intensas que tem validade até às 10h desta terça-feira, 9. A previsão é de chuva entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, ventos intensos (40-60 km/h). Baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

Instruções à população

– Em caso de rajadas de vento, não se abrigue debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas, e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda;

– Evite usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada;

– Obtenha mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).