Agronegócio

Com apoio do governo, produtor aposta no milho e inspira agricultores da região

Foi uma manhã de bastante trabalho nesta sexta-feira, 21, para o médico veterinário e produtor rural Helton Gregianini, que começou a colheita de sua primeira grande safra de milho na Fazenda Santa Inês, localizada no município de Plácido de Castro, no ramal Novo Horizonte.

Com o apoio do Governo do Estado por meio da Secretaria de Produção e Agronegócio (Sepa), que cedeu dois tratores com colheitadeira, o produtor ganhou uma facilidade para colher o milho de seus 72 hectares dessa primeira safra, já programando uma segunda safra para este ano, o que dobrará a produção, além de uma safra de capim no verão amazônico para pecuária. A expectativa é colher 120 sacas por hectare. Com as duas safras, produzirá quase 500 toneladas de milho.

Maquinário do Governo do Estado foi essencial para que o produtor pudesse expandir sua colheita Foto: Samuel Bryan/Secom

Gregianini é um exemplo do surgimento de um Acre que aposta no agronegócio. Começou na agricultura há três anos, plantando apenas seis hectares. Com um potencial de médio produtor, mas ainda precisando de um suporte do Estado, ele conseguiu economizar com a compra de máquinas pesadas e ainda poderá fazer a secagem dos grãos no galpão da Companhia de Armazéns Gerais e Entreposto do Acre (Cageacre).

“Nunca no Acre tivemos um governo tão atuante no meio rural e uma equipe tão pronta para atender a gente. O tempo esse ano ajudou e tudo que a gente pediu foi atendido. Temos uma expectativa maior de crescimento, deixar essa área cinco vezes maior e nos mantemos assim incentivados”, conta o produtor.

Incentivar e ser exemplo

O secretário de produção e agronegócio, Edivan Azevedo, destacou que a produção de grãos é um ciclo. Toda a produção de Gregianini já está com compra garantida para uma fábrica de ração bovina em Rio Branco. Assim, o milho é colhido e beneficiado dentro do próprio estado, voltando para o campo e fortalecendo a pecuária local. Para o secretário, esse é o tipo de trabalho que o governo tem que estimular, gerando emprego, renda e melhorias sociais.

Produtores da região estiveram presentes para acompanhar a colheita e se animaram com possibilidades Foto: Samuel Bryan/Secom

“É muito animador ver a disposição do produtor acreano em investir na agricultura, a resposta que o solo nos dá, brotando essa riqueza, e vendo que esse é o caminho para sair da crise econômica que nos assola. Por meio da produção, vamos fortalecendo as iniciativas junto ao produtor rural, dando condições para plantar, colher, secar, armazenar e dando garantia de mercado, fechando o ciclo do agronegócio”, destaca Edivan Azevedo.

O empenho de Gregianini é reconhecido até pelos outros moradores do ramal Novo Horizonte, um dos polos mais produtivos de Plácido de Castro, mas que tem a pecuária como maior tradição. Pequenos produtores estiverem presentes para ver de perto o resultado da colheita e ouvir do próprio secretário as políticas públicas de apoio do Estado para a agricultura. Gente como Edson Souza, que se animou com o milho e até a possibilidade de soja.

“Hoje a gente tá vendo com outros olhos. Toda vida fomos muito carentes com maquinário, mas agora estamos vendo o esforço do secretário, que tem mostrado que veio ajudar o produtor, e pra mim é muito gratificante ver isso aí. Os produtores daqui tem áreas pequenas, mas querem plantar também. Quem sabe ate soja”, disse Edson.