Caravana da Vacinação une forças para imunização dos acreanos

Estado firmou parceria com a  Claro, que disponibilizou internet na Biblioteca Pública para cadastramento online para a segurança do processo 

Em Rio Branco na manhã desta sexta-feira, 23, deu-se início a novos mutirões da Caravana da Vacinação contra a Covid-19. Pontualmente às 8h, as equipes de imunização do Estado e Município estavam alocadas em dois pontos: Cidade do Povo, na Escola Cívico-Militar Wilson Barbosa, das 8h às 16h, e na Biblioteca Pública, no Centro, das 8h às 20h, para a imunização do público de 20 anos ou mais. A ação também será realizada no sábado, 24.

Equipes de imunização na Cidade do Povo. Foto: Junior Aguiar/Sesacre

Unindo forças, representantes do Município, Estado e governo federal, sendo representado pela superintendência do Ministério da Saúde no Acre, foram acompanhar o início dos mutirões, começando pela Cidade do Povo, onde foram recepcionados pelo Batalhão Escolar.

“O governo federal, por meio do Ministério da Saúde nos enviou essa remessa com uma grande quantidade de vacinas, que vai possibilitar que façamos ainda mais ações para imunizar a população”, destacou o superintendente do Ministério da Saúde no Acre, Éden Miranda.

Secretária de Estado de Saúde, Paula Mariano. Foto: Junior Aguiar/Sesacre

As ações da Caravana da Vacinação serão realizadas em todos os municípios do estado, conforme explica a secretária de Estado de Saúde, Paula Mariano. “Com a chegada desse quantitativo de vacinas, estamos nos organizando, em conjunto com os secretários municipais, para avançar na imunização contra a Covid-19. Semana que vem estaremos no Alto Acre. Lembramos que precisamos da colaboração da população para que procurem os postos de vacinação”, diz.

“Estava esperando ansiosamente”, comemorou Ana Rita Lima, de 21 anos, que ainda falou sobre o sentimento de esperança proporcionado pela vacina: “Que tudo possa voltar ao normal, que minha família esteja segura. Então, espero que todos sejam vacinados. Não dói, é rápido e prático”.

O cadastramento é importante para que governo federal e estadual tenham o controle das doses aplicadas e de quem já se vacinou, garantindo a lisura no processo de vacinação

 

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest