Bárbara Heliodora: referência em saúde materno-infantil

Maternidade será entregue nesta quarta-feira, 31, após reestruturação e modernização que a coloca entre as melhores do País

binho_visita_maternidade_foto_sergio_vale.jpg
binho_visita_maternidade_foto_sergio_vale_3.jpg
binho_visita_maternidade_foto_sergio_vale_11.jpg
binho_visita_maternidade_foto_sergio_vale_7.jpg

Maternidade foi totalmente reconstruída e será entregue com mais conforte e qualidade de serviço à população acreana (Foto: Sérgio Vale/Secom)

O governador Binho Marques realizou nesta terça-feira, 30, uma visita técnica à Maternidade Bárbara Heliodora, que será entregue ao uso público nesta quarta-feira, após passar por um profundo processo de reforma e modernização. Foram investidos R$ 8.967.000,00 em obras e aquisição de equipamentos, o que deixou a unidade completamente melhorada com ambientes e procedimentos adequados à referência de maternidade estadual. Participaram da visita o presidente da Assembleia Legislativa, Edvaldo Magalhães; os secretários de Estado Osvaldo Leal (Saúde) e Eduardo Vieira (Obras Públicas), a diretora-presidente do Hospital de Clínicas do Acre (antiga Fundhacre) Lúcia Carlos; a coordenadora da Diretoria OCA, Sídia Cordeiro, gestores do Complexo Materno-Infantil do Acre, gestores e técnicos do Governo do Estado.

Os investimentos permitiram ampliar a quantidade de leitos e ambientes de atendimento, e vão garantir uma estrutura de qualidade para acompanhamento das mulheres grávidas. No Acre, cerca de 95% do atendimento dos partos acontecem no ambiente público.O  investimento do Governo foi além da estrutura física. Todo sistema de atendimento foi adequado às normas do Ministério da Saúde, priorizando um serviço humanizado, com acompanhamento para a gestante e a família. "Temos aqui uma referência na saúde materno-infantil", disse o governador, ao percorrer ambientes como o PPP (pré-parto, parto e pós-parto imediato) uma inovação no sistema e que conta com oito leitos anexo ao centro cirúrgico para prestar suporte nos casos de parto cesariana. "Além disso, é a primeira vez que o Acre passa a contar com Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

O nome do hospital é uma homenagem do então governador do Acre, Guiomard Santos, a conterrânea Bárbara Heliodora Guilhermina da Silveira, que nasceu São João Del Rei, Minas Gerais, em 1759. Primeira poeta brasileira, culta e revolucionária, Bárbara foi uma mulher que, em toda sua vida, agiu com coragem e fibra. Inaugurada em 1949 é uma das primeiras unidades de saúde do Acre. A nova estrututura é de fato bonita, acolhedora, confortável e pronta para o atendimento de qualidade à mulher, ao bebê e seus acompanhantes, os quais  agora podem ficar 24 horas junto da parturiente recebendo inclusive todas as refeições enquanto estiver no hospital – uma das muitas novidades da unidade.

As inovações na estrutura constam de três salas cirúrgicas, sendo uma pediátrica e duas obstétricas; uma sala de recuperação pós-anestésica; uma observação para curetagem; uma sala de curetagem; um consultório de avaliação interna; dois leitos de semi-intensivo materno; uma enfermaria do método Mãe Canguru e Mãe Coruja; UTI Pediátrica; UTI Neonatal; UCI Neonatal. 

Os benefícios que serão diretamente percebidos pelos usuários são a ampliação do horário de visita, das 14h às 15h e das 19h às 20h; efetivação do sistema de acolhimento com classificação de risco, que varia de acordo com a prioridade; pacientes com direitos à acompanhante 24 horas desde sua internação até a alta; alimentação para acompanhantes;  efetivação do partograma. Um veículo modelo Doblô irá transportar a parturiente. O sistema é denominado Cegonha.

binho_visita_maternidade_foto_sergio_vale_104.jpg

Binho Marques, Edvaldo Magalhães e Osvaldo Leal durante visita: investimentos ampliaram capacidade para 10 UTI’s Neonatal (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Rede pública faz mais – No Acre, a maioria dos partos (95%) é realizada em hospitais públicos. E o pouco restante é realizado por hospitais privados. São realizados em média 18 mil partos por ano.

O Governo do Acre mantém obras do complexo materno-infantil também em Cruzeiro do Sul, que também é composto por unidades de menor porte como em Plácido de Castro e Senador Guiomard, e unidades mistas em Assis Brasil e Rodrigues Alves. O sistema abrange todas as regionais.

Obras de arte, cores e atendimento humanizado

foto_sergio_vale_52.jpg

"Vida" é a escultura da artista plástica Eliana Kertész que contrapõe o estereótipo da beleza magra e valoriza a mulher brasileira (Foto: Sérgio Vale/Secom)

São três obras de arte que embelezam e dão um tom ainda mais humano ao hospital, incluindo a escultura "Vida", produzida em bronze por Eliana Kertesz. "Em 23 de novembro de 1993, realizei a minha primeira exposição. Minhas gordas brilharam no pedaço. Surpreenderam e conquistaram o público que foi me prestigiar. Ganharam vida própria e saíram pelo mundo, pelas casas e pelas ruas das cidades", relata a artista em seu blog.

A baiana Eliana Kertész é tida com uma das mais importantes escultoras brasileiras da atualidade, completa 10 anos de carreira partindo do contraponto da estética moderna e criando as "Gordas". A artista se posiciona e se firma no cenário artístico pela força criativa e principalmente pela coerência de uma estética própria, que empresta significação e identidade a cada uma das personagens que desenvolve, sempre de formas arredondadas. Conhecida no cenário artístico e intelectual por criar apenas esculturas de gordas, Eliana justifica sua preferência: "Volumes, curvas, abundância, exagero e fartura. Assim que nascem minhas gordas. São generosas, sensuais e extravagantes".

Além de "Vida", os usuários da MBH podem ver fotos antigas da unidade, os quadros de Demóstenes Veiga, artista mineiro que produziu um painel na parede do hall de entrada e de Clementino. Ambos pintaram o retrato de Bárbara Heliodora.  "O ambiente não lembra um hospital", observou o presidente da Assembléia Legislativa, Edvaldo Magalhães.

{xtypo_rounded2}

A NOVA MATERNIDADE BÁRBARA HELIODORA

-Sistema PPP – Pré-parto, parto e pós-parto

-UTI de 4 leitos para 10 atendimentos a neonatal

-Unidade de Cuidado Intermediário (UCI) que possuia 10 leitos. Agora são 30 leitos

-10 leitos de UTI pediátrica

-106  leitos para atendimento completo

-20 leitos dos métodos Canguru e Coruja

-62 leitos obstétricos

-2 leitos de isolamento

-2 semi-intensivo materno

-6 leitos de pré-parto, parto, pós-parto (com acessórios para a gestante realizar exercícios físicos)

-10 leitos de observação de emergência

-6 leitos de observação  interna{/xtypo_rounded2}

Avanços são dos mais significativos entre os indicadores do Brasil

foto_sergio_vale_8.jpg

Maternidade Bárbara Heliodora: referência em atendimento (Foto: Sérgio Vale/Secom)

A Maternidade Bárbara Heliodora já conquistou prêmios de referência, como o de Hospital Amigo da Criança e, graças ao trabalho de equipe e dos investimentos do Governo do Estado, traduz os avanços na política de saúde materno-infantil do Acre. Os indicadores vão gradativamente rumo aos melhores do País. Alguns exemplos:

-Cobertura vacinal: superior a 95% do público alvo, que são crianças de zero a cinco anos.

-Redução da mortalidade infantil: o Acre saiu do alto risco para risco médio na avaliação do Ministério da Saúde. Em 1999, a taxa de mortalidade era de 37 crianças para 1.000 nascidos vivos e em 2006 esse número caiu para 20,5/1.000. Em 2008, foi de 17,6/1.000, quando o Estado saiu do alto risco. 

Futura mamãe visita maternidade

binho_visita_maternidade_foto_sergio_vale_1.jpg

Engenheira civil e advogada Andréia Abomorad: filho terá bom lugar para vir ao mundo (Foto: Sérgio Vale/Secom)

A engenheira civil e advogada Andréia Abomorad acompanhou o marido, Anderson Amaro, engenheiro civil da Secretaria de Obras Públicas, em visita ao trabalho de acabamento final da reestrutura da Maternidade Bárbara Heliodora e gostou muito do que viu.

"Está muito organizada e tem todas as condições para um bom atendimento", avaliou ela, que está grávida de Mateus. "Mateus Amaro", completa Anderson. O primeiro filho, garantiu ela, certamente terá um bom lugar para vir ao mundo.

Galeria de Imagens