Binho autoriza início das obras do Complexo Viário da 4ª Ponte – Avenida Amadeo Barbosa

"Nossa capital será invejável", diz governador sobre projeto que custa R$ 50 milhões, gera 600 empregos e eleva a qualidade de vida com promoção humana em Rio Branco

complexo_viario_foto_gleilson_miranda_06.jpg

Binho Marques assina ordem de serviço para início das obras (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

complexo_viario_foto_gleilson_miranda_21.jpg

Obras vão garantir benefícios para o trânsito da capital (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

O Governador Binho Marques assinou nesta sexta-feira, 20, a ordem de serviço autorizando o início das obras do Complexo Viário da 4ª Ponte – Avenida Amadeo Barbosa, composto pela ponte de 290 metros de extensão, avenida de 4,5 quilômetros e 1,5 quilômetros de ruas de acesso ao complexo, além de galeria, calçada, ciclovia  e parque urbanizado. No total, estão sendo investidos R$ 50 milhões em recursos do Tesouro Estadual e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES, fase III) com apoio da Prefeitura de Rio Branco. "Somadas aos outros projetos, esta obra fará de Rio Branco uma capital invejável", disse Marques.

A obra está dividida em quatro lotes. O lote 1 está sob responsabilidade da construtora MAV; o 2 será implantado pela Construterra; 3, Àbaco; e 4, Adin, todas do Acre. Em seu auge, previsto para o verão, irá gerar 600 empregos diretos. A ponte já está em construção ao custo de R$ 26 milhões e a Avenida Amadeo Barbosa estará pronta em dezembro de 2010 com valor de R$ 24  milhões.

O complexo atende ao Plano Diretor de Transporte e Trânsito da capital e atende toda a cidade, mas influencia diretamente os bairros Seis de Agosto, Cidade Nova, Conjunto Alzira,  Bairro do Quinze, Triângulo Novo, Triângulo Velho, Taquari, Praia do Amapá e Ramal da Judia, integrantes da Regional I onde vivem pelo menos trinta mil pessoas. O novo eixo viário começa na 4ª Ponte, passa pela rua Seis de Agosto, que será totalmente urbanizada e modernizada, até chegar à pista de aviação do antigo aeroporto ligando imediatamente ao Estádio Arena da Floresta e Via Chico Mendes criando acesso rápido à BR 364 e à Via Verde pela Estrada do Amapá. 

O projeto aproveita 70% da pista de pouso, cujo asfalto está em boas condições, ponto em que somando o parque urbanizado, o leito total será de 120 metros de largura, constituindo-se na maior obra urbana em andamento no Estado do Acre. A pista terá seis faixas de rolamento. A antiga pista de pouso será aproveitada em uma rede de acesso a Via Chico Mendes, Estádio Arena da Floresta, Via Verde e BR 364. Em suas laterais será implantado um parque com espaços e arborização que o tornarão parecido com o Parque da Maternidade, com sistema que privilegia primeiro o pedestre, o ciclista e o motorista. "A gente sofria por amar o Acre mas hoje a gente se alegra. Eu estou muito feliz porque o Binho está transformando um grande problema em solução", disse o ex-governador e presidente do Fórum de Desenvolvimento Sustentável do Acre, Jorge Viana.

A primeira etapa do complexo, a 4ª Ponte sobre o rio Acre, foi lançada  em novembro do ano passado como parte da programação comemorativa aos 105 anos do Tratado de Petrópolis. A  ponte é em concreto protendido (sistema que melhora a resistência) e tem 19,30 de largura. Ligará as ruas Epaminondas Jácome e Seis de Agosto, criando os três primeiros viadutos da capital nas ruas Cearense, Santa Terezinha e Epaminondas Jácome. Este último terá 19 metros de extensão por 4,60 de altura. A obra utiliza o que há de mais moderno na engenharia de pontes, e terá componentes que a colocará entre as mais belas da cidade. Os postes, por exemplo, serão de aço inoxidável. "É uma obra que nos impõe condições especiais e que trará mais qualidade de vida à toda a população", disse Marcus Alexandre, diretor-presidente do Departamento de Estradas de Rodagem, Hidrovias e Infra-estrutura Aeroportuária (Deracre). 

4_ponte.jpg

Maquete virtual mostra o resultado da obra do complexo viário da 4ª ponte (Imagem reprodução)

Estiveram presentes à cerimônia realizada na cabeceira sul da pista o vice-governador César Messias, o ex-governador e presidente do Fórum de Desenvolvimento Sustentável do Acre, Jorge Viana; o prefeito e o vice-prefeito de Rio Branco, Raimundo Angelim e Eduardo Farias, respectivamente; os deputados federais Fernando Melo e Perpétua Almeida; os deputados estaduais Ney Amorim, Moisés Diniz, Perpétua de Sá; os vereadores Astério Moreira, Jessé Santiago, Cabide, entre moradores e ativistas comunitários.

Ponte e novo eixo viário foram apontados por especialistas

complexo_viario_foto_gleilson_miranda_15.jpg

Diretor do Deracre afirma que obras estão adiantadas em relação ao cronograma (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

A população de Rio Branco vem crescendo à taxa  média de  4% ao ano e a frota de veículos, 15% ao ano. Estudos realizados pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Superintendência Municipal de Trânsito de Rio Branco (RBTrans) e Deracre  indicam que nos horários de pico circulam em média 4 mil veículos por hora sobre as pontes de Rio Branco. Um fluxo intenso, que precisa de uma rota de desafogamento. O Complexo Viário 4ª Ponte – Avenida Amadeo Barbosa se constitui em alternativa apontada por consultoria especializada contratada pelo Governo e Prefeitura. Com ele, segundo a consultoria,  os congestionamentos irão ser reduzidos consideravelmente no Centro, especialmente nas avenidas Getúlio Vargas, Brasil, Epaminondas Jácome e Marechal Deodoro.

As obras da ponte, segundo Marcus Alexandre, estão até adiantadas em relação ao cronograma. "80% das fundações já foram concluídas com 700 metros perfurados para as estacas", citou o diretor do Deracre.

Homenagem  ao empreendedor português que escolheu o Acre para viver

complexo_viario_foto_gleilson_miranda_14.jpg

Jimmy Barbosa doou parte da área do complexo e agradeceu homenagem à família (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

Parte da  área do complexo foi  doada pelo empresário Jimmy Barbosa, filho de  Amadeo Barbosa. São cerca de 50 hectares de terras cedidas pela família do empreendedor  que  nasceu na cidade Vizeu, em Portugal. Amadeo morou e trabalhou nos seringais do Acre durante décadas. Foi dono do Seringal Belo Jardim, que deu origem a vários bairros de Rio Branco. "Aqui vai ser implantado um projeto muito interessante", disse Jimmy.

"Tenho certeza de que esta obra fará a avenida mais bonita de Rio Branco", concluiu ele, que em nome de sua mãe Eloísa, agradeceu a homenagem feita ao patriarca da família Barbosa.

Projeto foi debatido com comunidade e moradores contam com unidade de apoio social

complexo_viario_foto_gleilson_miranda_17.jpg

Governador Binho Marques se reuniu com jovens que prestarão assistência aos moradores durante a obra, em uma iniciativa do Governo do Estado (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

O projeto do complexo  foi amplamente debatido com a comunidade. O Governo instituiu a Comissão de Acompanhamento composta por moradores dos bairros Seis de Agosto e Areal, e pelo serviço de ação social do Estado. Para isso, o Deracre instalou em uma das salas do estádio Arena da Floresta um escritório de apoio social para atender aos moradores, especialmente os do bairro do Areal. Trata-se, na avaliação de lideranças comunitárias e do governador Binho Marques, de uma obra de inclusão social e promoção humana. 

Jovens ligados ao projeto mantido pelo Instituto Dom Moacyr com apoio do Programa Nacional de Segurança Com Cidadania (Pronasci), do Governo Federal, estarão prestando assistência aos moradores. "O envolvimento de vocês é importantante para o bom andamento do projeto", disse Binho Marques em encontro com os jovens após a cerimônia de assinatura da ordem de serviço. 

O QUE ELES DISSERAM

{xtypo_quote} complexo_viario_foto_gleilson_miranda_12.jpgÉ com muita alegria que participo de um encontro como este, que mostra que nosso governador é realmente um homem comprometido com a qualidade de vida e a inclusão humana.

Ney Amorim, líder do Governo na Assembléia Legislativa {/xtypo_quote}

{xtypo_quote} complexo_viario_foto_gleilson_miranda_11.jpgEstamos vivendo uma crise financeira e o Presidente Lula tem sido grande incentivador para que os investimentos não parem. Está de parabéns o governador Binho Marques porque este investimento trará outros grandes investimentos.

Fernando Melo, deputado federal {/xtypo_quote}

{xtypo_quote} complexo_viario_foto_gleilson_miranda_05.jpgEsta  obra se antecipa aos problemas que podem vir no futuro, embeleza nossa capital e traz qualidade de vida ao mesmo tempo que ordena o crescimento da cidade.

Raimundo Angelim, prefeito de Rio Branco {/xtypo_quote}

 

{xtypo_rounded2}

NÚMEROS

4,5 quilômetros é a extensão da Avenida Amadeo Barbosa, eixo do Complexo Viário da 4ª Ponte

290 metros é a extensão da 4ª ponte sobre o rio Acre

1,5 quilômetro é a extensão  das ruas de acesso à Avenida 

50 milhões de reais é  o valor total do Complexo. A Avenida custa R$24,4 milhões

4 lotes compõe a frente de obras da Avenida

600 empregos diretos serão gerados no Complexo no verão

{/xtypo_rounded2}