Beneficiada vai unir novamente sua família na nova casa na Cidade do Povo

ENTREVISTA DE NOVAS FAMILIAS PARA CIDADE DO POVO
A casa será demolida após mudança para a Cidade do Povo (Foto: Luciano Pontes/Secom)

“Agora nós vamos poder decidir como vai ser nossa vida”, conta Claudene Menezes, após uma reflexão sobre a oportunidade de ter a primeira casa própria.  Nesta segunda-feira, 1, ela recebe a chave do seu novo lar na Cidade do Povo, onde vai morar com seus três filhos.

Residindo no Taquari, a casa alaga todos os anos. O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Habitação (Sehab), atendeu moradores dessa localidade para retirá-los da área de risco. Essa nova etapa vai entregar mais 700 casas.

A beneficiada está desempregada e tem seus dias dedicados principalmente ao pequeno Luiz Artur, que tem 1 ano e 9 meses. Também mora com ela sua filha Bárbara, de 14. E a vida é compartilhada em um quarto, que o padrasto construiu ao lado da casa de sua mãe e que funciona como quitinete.

O filho mais velho, Raul Vitor, tem 16 anos, e mora na casa de uma tia. A família da Claudene é composta por seis irmãos, e morando parede a parede com a casa da mãe, tinham que conviver com as dificuldades de um irmão envolvido com a criminalidade e dependência química. A influência negativa fez com o menor optasse por morar com uma tia. Agora planejam juntos uma nova fase de vida: “Meu filho é o que está mais animado, e eu, feliz porque minha família vai estar completa de novo”, diz a mãe.

“Para uma família pequena como a nossa, de quatro pessoas, a casa vai dar certinho: Os meninos ficam com um quarto, e eu vou dividir o meu com a Bárbara”, calcula a beneficiada. Antes ela trabalhava vendendo vale-transporte nas roletas do Terminal Urbano de Rio Branco, e agora está ansiosa para começar a vender confecção, com planos sobre o futuro: “Será uma nova fase, e com boas expectativas, porque vai ser tudo diferente”.