ArteCura leva alegria para pacientes do Huerb

O projeto tem duração de quatro meses (Foto: Edna Medeiros/Secom)
O projeto tem duração de quatro meses (Foto: Edna Medeiros/Secom)

Música, teatro, contação de histórias, poesia e todos os tipos de expressões artísticas serão levados, por quatro meses, para dentro do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb). As atividades fazem parte do cronograma do projeto ArteCura, que iniciou nesta sexta-feira, 21, dentro da unidade hospitalar.

Desenvolvido pelo governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado de Gestão Administrativa (SGA), por meio da Secretaria Adjunta de Pessoas e Humanização, o ArteCura chega a sua sexta edição e visa promover atividades que contribuam para a qualidade de vida dentro do ambiente hospitalar entre pacientes, acompanhantes e a equipe médica, utilizando a arte como ferramenta de sensibilização.

(Foto: Edna Medeiros/Secom)
(Foto: Edna Medeiros/Secom)

As intervenções artísticas vão ocorrer duas vezes por semana, todas as terças e sextas-feiras. O projeto conta com a parceria da banda de música da Polícia Militar, Trupe SouRiso e voluntários. Interessados em participar da ação, devem procurar a Humanização, localizada no Palácio das Secretarias, no Centro.

A dona de casa Terezinha Dultra, que estava aguardando para ser atendida, foi surpreendida pela animação do projeto. “Amei, me senti tão a vontade que deu vontade de dançar. Vai ser muito bom, pois quem está doente fica triste e a música traz alegria”, elogiou.

Para os servidores, além das atividades lúdicas, o projeto oferece oficinas que debatem temas como o “Sentido do Trabalho”, “Protagonismo e Liderança” e a “Arte da Reciclagem”. “A humanização do serviço e a qualidade de trabalho dos nossos servidores são prioridades deste governo”, frisou Sawana Carvalho, titular da SGA.

Segundo o diretor do Huerb, Rodson Souza, a humanização tem que fazer parte integral do tratamento dos pacientes. “Ter esta ação no nosso hospital é, com certeza, um passo extraordinário na recuperação dos nossos pacientes”.

Elineide Meireles, secretária-adjunta de Humanização, explica que “a proposta do projeto é estimular os servidores a repensar o seu trabalho, garantindo um atendimento público de qualidade para o cidadão”.