Armando Melo fala sobre desafios e metas para a Saúde em 2015

Armando Melo falou sobre investimentos, metas e desafios para seu primeiro ano de gestão. (Foto: Diego Tenutti/Assessoria Sesacre)
Secretário falou sobre investimentos, metas e desafios para seu primeiro ano de gestão. (Foto: Diego Tenutti/Assessoria Sesacre)

O secretário Armando Melo falou na manhã desta terça-feira, 13, em entrevista à TV Acre, sobre os desafios para o ano de 2015 à frente da pasta da saúde. Para ele, humanização, valorização dos servidores e implantação de políticas que contemplem as necessidades dos usuários dos serviços de saúde são as prioridades da sua gestão à frente da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre).

“Eu sigo umas das principais diretrizes que o governador Tião Viana colocou para a Saúde: seguir o paciente. Ou seja, seguir e atender aquilo que os pacientes necessitam, para garantir a saúde pública que a população precisa”, destacou o secretário.

De acordo com Melo, a plataforma de investimentos na saúde é grande. “Temos três grandes obras em andamento: a verticalização do Huerb [Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco], que terá mais 100 leitos, dos quais 10 serão de UTI [Unidade de Terapia Intensiva], o Hospital Regional do Alto Acre, que será a unidade de referência para os municípios de Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri, com 69 leitos, sendo 10 de UTI, e o Into [Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre], com mais 94 leitos e 10 de UTI também”, disse.

Armando Melo destacou o trabalho que está sendo feito pelo governo do Estado para implantar o serviço de nefrologia em Cruzeiro do Sul. “Atualmente, 247 pacientes fazem tratamento de hemodiálise em Rio Branco. Destes, 26 são de Cruzeiro do Sul. A implantação do serviço no Vale do Juruá possibilitará a esses pacientes, realizar o tratamento sem ter que se deslocar a Rio Branco”.

Também é meta do governo estadual implantar, no Hospital do Juruá, as cirurgias oncológicas, os tratamentos de quimioterapia, além dos serviços de neurologia e neurocirurgia.

Para Rio Branco, o secretário destaca a importância de fortalecer os serviços de cirurgia cardíaca e o sistema de regulação. “É muito importante que todos os usuários tenham a mesma oportunidade de acessar o Sistema Único de Saúde [SUS]”, complementou Melo.

Concursos

Armando Melo garantiu que os aprovados nos últimos concursos da saúde deverão ser chamados para preencher as vagas que surgirão com a implantação dos novos serviços.

“Estamos fechando o dimensionamento das necessidades, estudando o impacto para o orçamento do Estado, para que os gastos com servidores não supere o que preconiza a lei de responsabilidade fiscal, para que tenhamos uma gestão prudente e responsável, mas, certamente, teremos algumas nomeações durante o ano de 2015”, finalizou Melo.