monitoramento

Acre e Mato Grosso realizam intercâmbio para troca de experiências sobre implementação do Programa REM

O governo do Estado do Acre, por meio do Instituto de Mudanças Climáticas e Regulação de Serviços Ambientais (IMC), participa de uma série de agendas com representantes do Mato Grosso (MT) para troca de experiências acerca da execução do Programa Global REDD+ para Early Movers (REM), que no Acre já se encontra em sua segunda fase.

O IMC esteve representado pelo presidente, Raul Vargas Torrico, acompanhado ainda do diretor executivo, Anderson Mariano, e da assessora jurídica Samayra Lessa. As reuniões tiveram início nesta segunda-feira, 4, e se encerram nesta quinta-feira, 7.

Gestores do Acre e Mato Grosso realizam intercâmbio para troca de experiências sobre implementação do Programa REM. Foto: cedida

Os gestores acreanos foram recepcionados pelo secretário adjunto executivo da Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Mato Grosso, Alex Marega, pela coordenadora do REM/MT, Ligia Nara Vendramin, e Fernando Sampaio, coordenador do Projeto Conservação e Inclusão.

A agenda institucional prevê reuniões ao longo da semana, nas quais serão compartilhadas as experiências e estratégias para estimular a produção unindo conservação e inclusão, entre outros temas importantes como a governança, o monitoramento dos projetos, dos indicadores de desempenho e de impactos.

Outra importante pauta a ser tratada será a troca de experiências sobre as salvaguardas socioambientais, que são um conjunto de mecanismos de controle e monitoramento de risco e de cumprimento de direitos. São medidas tomadas em caráter de precaução para assegurar que programas e projetos REDD+ não causem efeitos negativos à conservação florestal da biodiversidade, e que não causem impactos indesejados a comunidades locais, povos indígenas e populações tradicionais, no âmbito do Programa REM Acre e Mato Grosso. entre outros temas relevantes para aprimoramento e execução programa.

Sobre o Programa

O Programa REM Acre Fase II é fruto de cooperação financeira entre os governos do Acre, da Alemanha e Reino Unido para implementação de projetos de proteção e conservação das florestas. A sigla REM significa Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal – REDD Early Movers, em português REDD+ para pioneiros.

Para saber mais, acesse:

Programa para pioneiros em REDD+ (REM)