Abrigo dos imigrantes será transferido até o fim do mês

Acolhimento de imigrantes no Acre não deverá mais ser feito no Parque de Exposições (Foto: Assessoria Sejudh)
Acolhimento de imigrantes no Acre não deverá mais ser feito no Parque de Exposições (Foto: Assessoria Sejudh)

O governo do Acre já iniciou as articulações para transferência do abrigo dos imigrantes que estão alojados no Parque de Exposições Marechal Castelo Branco. Segundo o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Nilson Mourão, há duas propostas de aluguel. Serão feitas visitas técnicas nos espaços para averiguar se oferecem boas condições para acolher os imigrantes.

O governo federal está garantindo recursos para a alimentação. São oferecidas três refeições diárias aos imigrantes, os custos restantes são pagos pelo governo estadual. Hoje estão no abrigo 470 imigrantes, mas todos os dias chegam cerca de 50 ao Parque.

Como parte das ações de acolhimento, o governo do Acre ajudou os imigrantes a seguirem para os destinos que escolheram, visto que o Acre é apenas porta de entrada para o país. Cerca de 400 imigrantes ficaram em São Paulo e, assim, o problema da imigração voltou a ser pauta nacional.

“Com todo o debate nacional sobre o problema imigratório nas universidades, ONGs e instituições governamentais, é possível que até o fim do ano tenhamos novidades, como uma reformulação do Estatuto do Estrangeiro”, ressaltou Nilson Mourão.