A escola faz cinema

Alunas de escola pública conquistam o segundo lugar na Mostra de Cinema no Rio Grande do Sul

 

trofu_conquistado_pela_equipe.jpg

Troféu conquistado com o segundo lugar no Festival de Vídeo Estudantil (Foto: Eunice Caetano/SEE)

Quem foi que disse que só se faz cinema com muito dinheiro? Como já dizia o cineasta brasileiro Glauber Rocha, precisa-se apenas de uma idéia na cabeça e uma câmera na mão. Foi nessa perspectiva que alunas da escola José Rodrigues Leite concorreram ao 8º Festival de Vídeo Estudantil – Mostra de Cinema em Guaíba (RS) e conquistaram o sdegundo lugar com o filme de ficção "Uma Noite no Colégio".

A produção do filme/ficção é resultado da oficina de cinema ministrada pelo professor italiano Nicola Di Grazia, que por meio da Lei de Incentivo à Cultura realiza o projeto Curta-Jovens, levando o mundo do cinema para as escolas. "Com essa experiência, nossos alunos estão mais estimulados a desenvolver um projeto audiovisual mesmo com poucos recursos. Já temos um acervo de dois filmes de ficção e três documentários e estamos trabalhando no projeto para concorrer a outros prêmios em 2010", disse Geralda D’Ávila, gestora.

O festival é  referência no Brasil e teve 249 vídeos inscritos, com 103 produções selecionadas, sendo 75 na mostra estudantil e 28 na mostra alternativa, com produções de profissionais e amadores. O evento foi composto por seminário, com a temática de mídia e educação, mostra alternativa, estudantil e sessões de curtas e longas.

equipe_de_produo_do_filme_uma_noite_no_colgio.jpg

Alunas produziram a ficção em dois meses, com a participação de oito atores, nas dependências da escola (Foto: Eunice Caetano/SEE)

As alunas Leny Mara, Luena Alves e a diretora Geralda Dávila, da Escola Rodrigues Leite, encontraram o patrocínio da Secretaria Estadual de Educação para viajar até Rio Grande do Sul, e representar o curta-metragem. As alunas produziram esta ficção em 2 meses com a participação de oito atores, nas dependências da escola."A idéia do filme era mostrar a história de um garoto claustrofóbico que ficava preso no colégio, explica a aluna Leny Mara, que agora pretende fazer novos cursos de cinema.

Para a aluna Luena Alves esta experiência irá trazer novas oportunidades para expandir o conhecimento na área cinematográfica. "Agora vamos nos concentrar em elaborar um roteiro dando continuação ao primeiro projeto, com outro cenário e mantendo os mesmos atores", comenta a produtora que tem apenas de 16 anos e cursa a 2ª série do Ensino Médio.

As oficinas de cinema são realizadas em parceria com as disciplinas curriculares da escola. O professor de Língua Portuguesa, Renato Faial, orienta os alunos na criação do roteiro e linguagem de vídeo nas atividades relacionadas à sétima arte. O filme, Uma Noite no Colégio, conta a lenda de um fantasma que aparece à noite na escola. Para desafiar os alunos, Lucas e seus amigos querem demonstrar que essa história não é verdade passando a noite no colégio.